Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 22 de março de 2012

“Males” que vêm por bem


Hoje sei que a melhor coisa que me podia ter acontecido foi o fim do meu antigo namoro. Há mais de um ano que estou sem namorado e só eu sei como me custou. Amei-o com tudo de mim, como nunca, com toda a minha força, com toda a minha alma, com todo o meu ser. De uma maneira indescritível, loucamente. Sofri, sofri tanto quando decidi por um ponto final à história. Doeu tanto que tanta vez pensei que não aguentava. Mas passou.

Hoje sei que não era a pessoa certa para mim. Hoje, o que aconteceu, a forma como as coisas acabaram por se desenrolar, prova-me que tudo acontece por uma razão, que tudo nesta vida tem um sentido. Que o que tem de ser será. De forma tranquila, sem que tenhamos de mover montanhas para que resulte, naturalmente. Em tudo na vida, cada vez me convenço mais, é assim.

Bendito dia em que tomei aquela decisão e me libertei. Até agora, desde Janeiro de 2011 que não sei mais o que é amar alguém mas, ao mesmo tempo, quero acreditar que aquele não era um amor são, era quase doentio porque não me fez assim tanto bem… 

Em retrospectiva, no entanto, vejo 2011 como um ano difícil, duro e atribulado mas que me trouxe muitas coisas boas que guardo para a vida.

3 comentários:

  1. Great blog :D I love your hair!!

    I follow you on GFC and i hope you follow me back :D

    http://shopaholichousewife.blogspot.de/

    ResponderEliminar
  2. que texto lindo, cheio de sentimento! as vezes é difícil tomarmos uma decisão, mas talvez é essa decisão melhor para nós :)

    ResponderEliminar
  3. O tempo cura tudo, mas as memorias ficam para sempre. O importante é uma pessoa aprender, e seguir a viver. Se achavas que não era o "certo", fizeste bem, claro que custa, mas tudo o que vale a pena, custa sempre mais.

    Aproveita a vida.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!