Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Já estavam a achar estranho?


Depois desta vez em que, como sempre, estivemos juntos apenas pouco tempo e a más horas só voltámos a ver-nos dias depois de vir de férias da Páscoa. Mais precisamente no sábado dia 30 de Abril em que, já depois das 2h me disse que vinha a caminho de minha casa. Não podia subir àquela hora, nem eu queria. Só estivemos juntos no carro algum tempo. Até lá para as 4h ou 5h da manhã, já nem sei. A verdade é que havia em nós uma certa saudade e fúria de desejo, sim era mais, desejo. Não sei se propriamente um do outro mas havia ali muito desejo, muita "vontade" de ambas as partes, foi como um descarregar de tudo isso.
Depois disso, não soube mais de ti... pouco me disseste mais. E era eu que te contactava quando falávamos. Não quis saber também, essa é a verdade. Porque já não fui capaz de sentir nada como falei aqui, nem uma pontinha de "pica" ou friozinho na barriga, porque não gostei da tua atitude e porque me fartei deste tipo de relação (para mim isto só serve para uma ou duas vezes dar uns beijinhos e uns amaços sem compromisso e nós já passámos essas duas vezes há algum tempo...)! 
Deixaste-me pendurada desde dia 6 quando me tinhas pedido que te comprasse algo! Liguei e mandei mensagem mas de nada serviu nem consegui falar contigo. Até hoje ainda não falaste disso e só depois de uma mensagem a dizer-te que se não querias não me tinhas pedido te dignas a dar uma explicação para o silêncio absoluto. Não vou falar eu... já tenho quem fique com isso e não vou ter mais o meu dinheiro empatado quando tanta falta me faz. 
Não sou qualquer uma como aquelas a quem deves estar habituado e de quem deves gostar e pelas quais te interessas. Foi bom para ambos, não queria nada mais do que me divertir e passar um bom bocado contigo e foi o que fizemos mas chegou a um ponto que já não me agrada nem quero tolerar.
Voltaste esta semana a falar comigo e contas-me uma história a ver se eu caio. Podes continuar a achar que acredito (no que me dizes) e que me interessa (voltar a estar contigo). Queres encontrar-te comigo? Hoje dizes-me que lá para Domingo combinamos? Pois podes ter a certeza que, no que depender de mim, não me pões mais a vista em cima. Para mim deu e bastou as vezes que tivemos juntos! 
Foi muito bom, continuamos "amigos" (que nem isso somos, somos meros (e mal) conhecidos), é na boa mas segue com a tua vida e esquece que me conheceste!

Hasta la vista!

14 comentários:

  1. Olá!!! Finalmente publiquei o teu selo. Obrigada, e peço desde já desculpas pela demora!

    E ele vai ler este post?! Ou isso não interessa nada porque já lhe disseste tudo isto frente-a-frente?

    ResponderEliminar
  2. É isso D. não deixes que façam de ti parva e que passem por cima de ti, que te usem para "sexo"... um dia fartas-te e verás que não valeu a pena nada!

    Mostra-lhe como é!

    ResponderEliminar
  3. Isabel: Ele não faz, como quase ninguem, ideia de que tenho um blogue e pouco lhe interessaria decerto. Não nos conhecemos praticamente...foi um "affair"...
    Sisi: é mais ou menos isso! O que é certo é que nos usámos um ao outro para passarmos um bom bocado mas para mim já não faz qqr sentido, não é para continuar!

    ResponderEliminar
  4. é assim mesmo! tens de lhe mostrar que não te tem na mão...eles acham que contam umas histórias, arranjam umas desculpas e nós caímos...é como essa técnica do lá para domingo combinam, se ele quisesse mesmo combinar alguma coisa tinha-o feito logo em vez de te deixa à espera!
    homens desses, quer-se à distância.

    ResponderEliminar
  5. Será que se usaram (como dizes no comentário) ou aproveitaram a paixão? Pela maneira que falas dele parece ser mais a primeira.
    Muitas vezes vivemos histórias sem mostrar a nossa verdadeira essência. Dizemos que é para não nos magoarmos, ou sentimos que é demasiado cedo. Porque não lhe mostras o blog que contem todas as falavras que ele não faz ideia que existem?
    Nós, homens, muitas vezes não temos noção das mulheres que temos à nossa frente. E pelos vistos ele não teve essa noção desta grande mulher.

    ResponderEliminar
  6. Não podia concordar mais B. é mesmo distância o que se quer, sinceramente!

    ResponderEliminar
  7. Artista, não tenho interesse em mostrar-lhe o que sou porque, ele próprio, não mostrou interesse em saber de mim, o que sou ou isso...
    Quem é que, com mínimo de interesse, não se digna a atender SUCESSIVAS chamadas ou a responder a uma única mensagem durante dias a fio? Para mim ele já tinha desaparecido do mapa por tanto silêncio, quando me veio a mandar mensagem, finalmente, depois de tanto. Por amor de Deus, sejamos francos não é?! :)
    Mas pronto, nunca esperei nada deste envolvimento por isso não me faz impressão agora. Só não sei como é que ainda existe gente assim, que só se preocupa consigo mesmo e só lhes interessa usar e abusar dos outros. Sem o mínimo de consideração (nem falo em respeito que isso nem questiono).
    Eu não quis mostrar-lhe quem sou de verdade e ainda bem porque se ele fosse disso merecedor teria tido outro tipo de comportamento e atitude para comigo. Não me deve nada mas eu sou gente, não um boneco ou marioneta!

    O mais engraçado é que esta semana está farto de me mandar mensagens e até mensagem de boa noite e até amanhã me manda quando nunca semelhante coisa fez! Vá-se lá perceber xD

    ResponderEliminar
  8. Adorei esta Publicação!

    Sim ele agora envia msg, era de esperar... Infelizmente há muitos homens assim, querem-nos mas não se querem preocupar, quando sentem que nos estão a perder voltam a tentar agarrar.

    Não posso deixar nenhum conselho porque eu sou péssima no assunto. Mas uma coisa é certa dando desprezo ele vai procurar... é o habitual!

    Beijinho e Boa SOrte!

    ResponderEliminar
  9. (antes de mais, o que queria dizer no comentário anterior é que "parece ser mais a segunda opção")

    E só te pergunto uma coisa sobre isso do parecer que não tem interesse, de não responder, etc: quantas vezes já não fizeste o mesmo com rapazes de modo a cativar?

    Nós também o fazemos, de formas mais parvas é certo, mas fazemos e muitas vezes queremos mais do que podem pensar! Se ele te anda a mandar mensagens é claro que quer!

    Agora cabe a ti ver o que é melhor prá tua vida.

    ResponderEliminar
  10. Sim, uma coisa é jogar ao "gato e ao rato" como nós andámos a fazer um com o outro. Outra coisa é só se lembrar quando lhes dá na cabeça depois de uma prolongada ausencia e silencio e não porque o outro não disse nada e tivesse de dar o braço a torcer, ter iniciativa e quebrar o gelo! Eu tentei falar-lhe várias vezes e com um motivo justificado, com uma razão (ele tinha pedido que lhe comprasse algo e empatei o meu dinheiro ali para nada). E quem é que diz numa quarta feira que lá para DOMINGO então combinamos alguma coisa, é como já foi dito, quem quer tar com alguém faz por isso, não diz para daqui a não sei quantos dias "voltar a contactar" xD Né?! Mas a questão é que daqui não vou retirar nada é um vazio, por isso as coisas tomaram este rumo, para mim é assunto arrumado.
    Até porque não envolve nem nunca envolveu sentimento "de coração" entendes? Foi bom sim, mas nunca meteu o coração de nenhuma das partes ou teria sido diferente né?! :)

    ResponderEliminar
  11. hmmm... diferente pode ser sempre! Mas não vou defender mais o rapaz pois tu saberás melhor que eu como as coisas são! O que queria dizer, já o disse de alguma maneira, que era continuares a arriscar pois nós somos uns parvos e até o caso mais perdido pode no fim ser o que mais vale a pena.
    Mas se esse não te tocou, segue então. (Agora não vás é nessa de quereres alguém que numa quarta-feira combine na hora algo pra daqui a 10minutos. Pelo que vejo não és mulher pra gostar disso!)

    ResponderEliminar
  12. Artista, eu percebi o que querias dizer :D
    Mas a questão não é ele ter dito que lá para domingo combinavamos. Ele até podia vir a dizer que só lhe dava jeito no Domingo mas não foi isso, foi a forma como o disse: "Lá para Domingo", o que a mim me transmite uma ideia (certa ou errada) de falta de interesse. Se ele quisesse mesmo tar comigo, como é costume dele, ligava-me umas horas antes e dizia que passava a apanhar-me, foi quase sempre assim (nas primeiras vezes em que tivemos juntos). Em meia hora ficava pronta e saia... mas ele até pode só poder no Domingo mas podia dizer doutra forma, sei lá. Eu acho sempre que se pode dizer TUDO (e sou mais do que apologista disso) mas depende tudo da FORMA como o dizemos né!? E não falo aqui em rodeios que não gosto disso, mas no sentido que se dá às coisas. E pelo menos o que ele me transmitiu foi de falta de interesse. Mas sim, só sigo em frente pelo que já disse no texto: foi bom mas chega (as poucas vezes que tivemos) porque não sou pessoa disso (aconteceu!) e principalmente porque não sinto nada por ele...

    ResponderEliminar
  13. Há quem entre no jogo da conquista, e é um jogo de equilibrio, como se de uma corda suspensa se tratasse: não se pode dar atenção a mais nem a menos com pena de se cair e perder o interesse. Apesar do risco e do resultado, acaba por ser a forma mais fácil pois nem se chega a mostrar a verdadeira personalidade já que o que interessa é a "chama".

    Se não se deram, se ele perdeu o interesse e não sentes nada por ele, já não há volta a dar! Nem há mais assunto!
    Que o próximo te cative da maneira certa! =) E que seja com menos jogos e com mais "verdade" pois pelo que disseste parece que preferes que te digam as coisas como elas são na realidade.

    ResponderEliminar
  14. É que nem mais!
    Não é que prefira, é tudo o que mais quero! :D

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!