Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Contos de fada


Não digas que amas, se não é isso que sentes. Não a faças estremecer se não estás lá ao lado para a segurar. Não a faças chorar se não te sentes capaz de lhe limpar as lágrimas, mesmo naquelas alturas em que ela insiste que não quer que a vejas assim. Não demonstres ser aquilo que não és e que nunca vais ser. Não tenhas medo de falhar, ela só precisa de saber que tentaste. Não esperes, vai ao encontro dela e surpreende-a. Não peças um beijo, rouba-o, assim à descarada mesmo. . Não te remetas ao silêncio, será provavelmente interpretado como indiferença. Nunca deixes de sorrir, com certeza és a razão do sorriso de alguém. Não desapareças sem deixar rasto nem fujas de algo que sabes que não existe. Não tenhas medo, tens alguém que te irá sempre dar a mão no escuro. Não lhe vires a cara, lembra-te que não há remorso possível. Não lhe apareças nos sonhos, torna-te algo imaginário. Não lhe mostres o paraíso, se o tornares apenas uma viagem única. Não prometas o que não podes cumprir, ela precisa de confiar em ti. Nunca uses o para sempre, diz sempre que será enquanto der. Não te queiras tornar uma memória, torna-se antes irremediavelmente inesquecível.
Não desistas, ela estará sempre lá para ti...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!