Pesquisar neste blogue

domingo, 25 de novembro de 2012

Viagem de finalistas

Eu e as minhas melhores amigas de curso pensámos fazer uma viagem de finalistas só as quatro. Afinal de contas é o último ano (formal) de licenciatura para todas, o nosso quarto ano! Já em outras alturas quisemos viajar juntas, mesmo em Portugal ou Espanha, mas nunca tivemos essa oportunidade. Desta vez sonhamos mais alto, porque é uma viagem especial.


Eu tenho dinheiro de parte que dava para não me preocupar com orçamentos para viagens de final de curso com amigas se não tivesse um medo constante do futuro. Uma constante instabilidade e medo de ter de desistir de sonhos por falta de dinheiro que anda sempre comigo, para onde quer que vá, em qualquer altura do ano, a qualquer momento. 

Sim, agora tenho este dinheiro de parte e terei bolsa durante este ano lectivo. Mas e para o ano, será que já terminei a minha licenciatura (é sempre um risco que corro)? Será que consigo inscrever-me e pagar o mestrado que queira? Será que vou ter bolsa novamente? Agora os meus pais estão separados, a minha irmã mais nova começou a faculdade, a minha mãe não tem emprego certo e não contribui com nada para mim ou para a minha irmã, para o ano a nossa casa deve ser reavaliada e corro o risco de ficar (eu e a minha irmã) sem qualquer apoio (bolsa) porque o valor da casa aumentará seguramente. 

Nada é certo, nunca, a vida fez questão de mo mostrar sempre mas agora, neste momento ainda mais incerto é. E não é só uma ou outra coisa, é tudo incerto neste momento. Pelo menos para mim, que não tenho pais ricos.

Ao mesmo tempo, quero muito fazer uma viagem com elas. Adoro viajar, é das coisas que mais quero para mim. E ainda por cima com as minhas amigas, aquelas com quem partilhei (bem ou mal) os quatro anos de curso! É importante para mim. E acho que mereço. 

Está fora de hipótese pedir dinheiro para isto aos meus pais (ou a quem quer que seja) e eu tenho dinheiro de parte porque me esforcei por tê-lo, fruto do meu trabalho ou do empenho em não gastar tudo. Será que não merecia fazê-lo? Será assim tão grave gastar 200€/300€ num luxo que é uma "viagem de finalistas"?

E custa ter de dizer-lhes que o meu orçamento é muito limitado e "isto" ou "aquilo" não posso (porque elas três não têm problemas em gastar, os pais pagam) principalmente quando sei que é normal o custo de uma viagem ser este (até é em conta se considerarmos voo e alojamento).

Eu não tive viagem de finalistas quando terminei o ensino secundário como é comum na minha geração. E a primeira e única vez que sai do país foi no semestre passado quando estive em ERASMUS. O destino para o qual estão mais inclinadas é Roma, porque é o mais em conta, considerando a capital que é. Todas querem conhecer e nunca lá estiveram mas eu sim. Eu só saí de Portugal uma vez e fui precisamente a Roma, já a conheço e adoro mas gostava de ir a outro lugar...
Eu quero voltar a Itália, tenho imensa vontade e saudades mas ao mesmo tempo não queria ir ao único sítio no qual já estive fora de Portugal na "minha viagem de finalistas". Mas como é que eu é que posso dizer-lhes que não vamos para Itália quando elas querem e gostavam? É cá uma mistura de sensações e sentimentos!

2 comentários:

  1. Se são assim tão amigas nao entendo o teu problema em seres sincera com elas e dizeres que preferias ir para outro sitio.. estás a dar demasiada importancia a isso, diz apenas "já fui a Roma, gostava de ir a outro sitio onde nenhuma de nos tenha estado". simples*

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!