Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Que motivação/incentivo?


A propósito deste texto, também na área que escolhi formar-me, são 4 anos de licenciatura + 2 mestrado + 3 de estágio (que não é remunerado muitas das vezes ou então, com sorte, pagam-nos 500€) durante os quais temos de pagar a inscrição e todos os exames da ordem dos advogados e sustentar-nos. A juntar a isto não temos garantias NENHUMAS de trabalho (nem de estágio que seja remunerado e, para exercer advocacia, temos de o fazer). E depois vemo-nos sem nada, com quase 30 anos a começar a trabalhar, porque tivemos montes de anos de estudo e investimento e pensamos "para quê?" quando um operador da ZON ou de uma outra rede de TV ou telecomunicações qualquer é capaz ganhar, sem qualquer formação!!!! 1500€ de ordenado base e ter uma vida (porque nas profissões ligadas à saúde e ao direito, e a outras que eu sem conhecimento de facto não enumero, passamos a vida a trabalhar, sem horários decentes sequer!). É desmotivante, triste e frustrante.
Este não é o país que eu quero para "criar" a minha vida. Nem este nem nenhum que assim seja!

3 comentários:

  1. É assim com quase todas as profissões. E esses medos e receios são comuns a muita gente. Só mesmo quem planeia a sua vida já com o objectivo da remuneração elevada tem sucesso nesse sentido. Quem pretende seguir uma vocação e uma carreira... sacrifica-se com longas horas e baixa remuneração. Pensa nos exemplos que conheces. Quem estuda, investe, sente-se capaz e entra no mercado de trabalho contando apenas com essa sua vitalidade, não chega lá não. Muito difícil. É preciso ter outras hipóteses, ter quem abra portas, ter quem mexa cordelinhos. Eu antes não tinha esta percepção e acreditava piamente em mim e na minha capacidade. Isso bastava. Mas não basta. É uma mentira.

    Agora, quem é que ganha 1500€ a operar em telecomunicações?!? Não estás aí a triplicar valores? Da advocacia conheço pouco e o único contacto que tive fez-me sentir DÓ pelas pessoas de bem que estão nessa área e sentir luto e pesar por todos os que entram em advocacia para defender interesses próprios a qualquer custo. Isso não é justiça nem defesa, não é nada a não ser sujeira.

    http://gritaportugal.blogspot.pt/2011/02/surreal-mas-nao-e-ficcao.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é fácil mas a realidade é mesmo essa: triste. É mesmo como dizes, infelizmente, para um "comum mortal" ter uma oportunidade sofre mas sofre....e pode nunca sequer chegar. Se não tiver os "contactos" certos!
      É realmente frustrante mas não basta "confiarmos" em nós e termos qualificações... =(

      Eu só estou a relatar o que me contou a namorada de uma pessoa que trabalha em telecomunicações. Não me perguntes como mas disse-me que recebia à volta disso.
      E eu penso: mas o que é que eu andei a fazer a estudar estes anos todos, "perder" anos da minha vida e ainda me falta tanto, para por vir a ganhar nem 500€ (com sorte)!

      Eliminar
  2. É triste mas é verdade. O canudo hoje em dia não é garantia de nada e muitas vezes só atrapalha! :(

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!