Pesquisar neste blogue

sábado, 18 de dezembro de 2010

Medos

Há uns anos atrás, o meu maior medo era, sem qualquer sombra de dúvida, morrer!
Não queria nada morrer, tinha quase fobia a sequer falar nisso.

Hoje em dia, já não é assim...

Não sei se é porque nem me dá tempo a ter medo na vida, se é porque já acho que vivi o suficiente [NÃO acho, de todo], ...não sei.
Sei que hoje em dia mais depressa me lembro, quando se fala em morte, dos que cá ficam do que na minha morte. Sei que NÃO quero morrer mas que isso não é algo que me incomode ou me atormente ou que tema.

AMO viver mas já não temo a morte. Além disso não tenho pessoas que dependam de mim para não querer morrer por as ter de deixar cá [como alguém muito doente, ou uma criança que não tem mais ninguém no mundo].

Creio que esta é uma serenidade, tranquilidade que ganhei com os anos.
Algo que alguma maturidade me trouxe...



[E vocês, têm algum tipo de experiência semelhante?]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!