Pesquisar neste blogue

domingo, 23 de janeiro de 2011

Mais que farta

O que tu tens feito é uma verdadeira falta de respeito enorme!
Nunca imaginei sequer poder haver tanta falta de respeito vinda de alguém que diz "AMAR".
Não me cabe na cabeça como me condenas com todas as palavras e mais algumas depois de tanto tempo, de tanto amor, dedicação e fidelidade PLENA. Sim porque cheguei ao ponto de te ser fiel apenas e só a ti deixando-me ficar para trás, talvez um (dos muitos) grande erro.
Sempre te fui o mais sincera, transparente e fiel possível. 
Nunca me pudeste apontar um único dedo enquanto namorada numa relação de quase 3 anos. E não era só tua namorada. Era a única pessoa que esteve sempre mas sempre lá, que te apoiou em tudo e mais alguma coisa e que sempre puxou por ti. Fui muito mais que namorada e o que recebi em troca foram tempos de solidão, de muita tristeza e sentimento de abandono. Muitas dores de cabeça, lágrimas perdidas sem conta e uma dor e mágoa que provavelmente nunca deixarão o meu ser.
São coisas para a vida. Contigo aprendi muita coisa. Mas nem tudo foi bom. Tu mudaste-me. E não só para melhor. Nunca vou certamente viver nada como o que vivemos por tudo o que sinto hoje. Quer a nível do quanto te amo como ao nível do quanto confiei em ti, de como me entreguei plena e totalmente e de como confiei, de como quis, de como até as minhas vontades, desejos e planos mudaram e não serão nunca mais como foram contigo. Nunca mais vou amar como amei. Nunca vou querer tanto alguém como te quis. Nunca ...muita coisa.
E tu o que tens feito é desrespeitar-me, ainda mais do que fizeste quando namorávamos. Não me respeitas, não tens um pingo de consideração por mim e muito menos vergonha na cara. Não me conheces. Nunca te esforçaste por me perceber ou sequer OUVIR. Foi tudo o que tive de ti. E agora então, com tudo o que tens feito desde o dia 1 só fazes com que já nem te possa ver a minha frente, com que pense em ti como a pessoa mais repugnante e frustrante à face da terra. Com que não valhas nada para mim e me surpreenda como não vi alguém assim que passou tanto tempo ao meu lado.
Eu pedi-te que me desses paz e que me respeitasses pelo menos nesta época de exames. O que é que tu fizeste? Tudo menos isso. 
Tens me feito a vida num inferno, tornado-a ainda mais insuportável, cada vez me dás mais razão e todas as tuas palavras de quereres mudar ou reconquistar ou provar ou ajudar e todas as promessas ou o que seja, só as desprezo e, a mim metem-me nojo porque sei que são puras ilusões, balelas, mentiras. E acusas-me tu a mim de te mentir, enganar, esconder??? Tem consciência do que dizes. Tem um pingo de VERGONHA na cara.
Se tu pensasses por uma única vez em mim terias respeitado, custasse o que custasse, as únicas coisas que te pedi pelo menos nesta altura. Mas não. Para mim é fácil e tu és a pobre vítima. A cabra sou eu.
É impressionante o poder que tiveste de, em vez de virares as coisas a teu/"nosso" favor, conseguiste apenas destruir tudo e pisar, fazer ainda mais ferida, não deixar acalmar e rebentaste com tudo pela tua forma de ser e agir. Eu nunca amei nem amarei decerto ninguém como a ti mas tu tiveste o poder de fazer com que nunca sequer te consiga mais imaginar ao meu lado, nem sequer me apareceres à frente pois, neste momento, não te suporto. E nunca te vou conseguir perdoar.


Peço desculpa mas teve mesmo de ser (a quem me lê)

2 comentários:

  1. Onde é que eu já vi este filme???
    Ai amiga, força, muita força, não te deixes ir abaixo e luta para seres feliz!
    Kiss*

    ResponderEliminar
  2. Este teu post faz-me lembrar este meu
    http://aminhaforma.blogspot.com/2011/01/preciso-de-desabafar-descontroladamente.html

    Estavas como eu, irritada e com raiva de tudo e todos. E principalmente Dele !

    **

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!