Pesquisar neste blogue

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Eu não diria melhor!

"Gostar não chega!

Nestas reuniões repito vezes sem conta "gostar não chega". Não sou só eu. Repetimos todos. Esforçamo-nos por não esquecer que, de facto, gostar não chega. O afecto desacompanhado da acção não passa de uma carta de intenções. E todos sabemos que as intenções são aquilo que enche o inferno. Gostar não chega. Não chega para se merecerem os filhos. E gostar também não chega para se merecer um amor para a vida. Gostar... gostar não chega."

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!