Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 3 de março de 2011

Mas

...tu só me fazes mal.
Há muito já só me fazes chorar...
E ninguém, por muito que ame, com todas as forças, como nunca e a ninguém, não pode viver assim!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!