Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 23 de março de 2011

Não devia mas fi-lo.


"Quase que morri (ou me deu uma coisinha má) de tristeza durante este tempo todo de ausência profunda. 
Tive um ataque de choro compulsivo que quase não consegui parar.
Quis desaparecer. Esqueci-me que existo.
Tudo isto em questão de minutos.

Sei que não devia tê-lo feito mas foi mais forte do que eu.


E agora não consigo parar de chorar mas tenho um alívio. Tirei um peso do meu peito.

Estava quase a sufocar e só agora consegui respirar de alívio.

Tinha mesmo de te ouvir. Quase morri de desgosto por pensar que te tinha acontecido alguma coisa...estava a dar em louca. Tinha mesmo de o fazer.
Vou-te amar muito muito (proibi-me a mim mesma de voltar a pronunciar "nunca" e "sempre").
Adeus.
Vou-te amar."

5 comentários:

  1. todas temos momentos desses... ontem fui eu!

    ResponderEliminar
  2. Digo o mesmo que a Ju, tambem tenho muitos momentos assim, e depois quando ja estas aliviada sabe tão bem, é um sentimento mesmo muito bom de alivio! As melhoras D. :) . Tu sabes, c o tempo tudo melhora :) . **

    ResponderEliminar
  3. D.
    vais sempre amar e eu vou ser testemunha disso.
    :'(
    fiquei triste por te querer dar mais...
    beijinhos lindos

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!