Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Desabafo

Vens-me agora dizer que eu irei arrepender-me da decisão que tomei e que poderá ser tarde demais quando eu já quiser falar contigo, que já não serás a mesma pessoa? Isso só pode ser para eu me rir. Achas que sou a mesma? Achas mesmo? Depois de tudo por que passei? Eu deixei que o amor gigante que sentia por ti abafasse o meu amor próprio, esqueci-me de mim e só importavas tu e "nós". Deixei de ser eu mesma. Ainda não me encontrei de verdade, foi muito tempo numa espécie de estado de hipnose que me fez sair de mim e já nem saber que era, esquecer-me pelo menos. Ainda hoje, nem passados cinco meses desde que decidi por um ponto final na situação insustentável que teimei em sustentar sozinha durante mais de um ano, ainda hoje, depois de tanto que se passou depois do fim do nosso namoro, não me lembro de quem sou, de quem fui. Como podes amar alguém que nem isso é, ela mesma? Como esperas que consiga sequer ver-te ou falar-te se nem sei ainda o que sou. Perdi tudo, perdi-me a mim própria nesse turbilhão de amor que senti por ti durante tanto tempo. Fiquei cega, só te via a ti e a nós, esqueci-me que não chegava ser só eu a lutar, a querer, a esforçar-me, a fazer, a dizer... fiquei nessa ilusão tempo demais, insisti em acreditar que bastava ser só eu a fazer tudo e permaneci esperançada que mudarias e acreditei sempre no que me dizias, nas promessas de mudança e de empenho/investimento em "nós".


Foste tu quem me afastou de ti. Tu foste quem não deu valor a tudo o que fiz. Foste tu que jogaste porta fora, tantas e tantas vezes, menosprezaste e desvalorizaste o que eu fazia ou dizia, já estavas habituado a tudo o que fazia e a que me esforçasse, lutasse e empenhasse em "nós" e limitavas-te a recostar-te e apreciar. Já nem te fazia diferença o que fazia, o que interessava é que EU fazia! Tu só tinhas de aproveitar o meu "AMOR" por ti.

Só porque me cansei dessa situação é que não estamos juntos. Não foi porque deixei de te amar porque não deixei. E isso foi o que mais custou. Saber o quanto e como te amei, que tu me amavas, porque isso não vou por em causa, e que, mesmo assim, tu não eras capaz de fazer nada, nada de nada do que te pedia, nada do que me fazias acreditar que farias. NADA! Isso é que mais custa!


E não foi falta de falarmos, de te pedir, tentar fazer-te ver o que se passava à nossa frente. Não foi! Tantas e tantas vezes discutimos, tantas vezes falámos sobre o que eu estava a sentir por me ver sozinha a remar contra a maré, uma relação não é só dos dois, são os dois que a constroem também! Tantas vezes te mostrei como me sentia, te disse aberta e claramente tudo o que me ia na cabeça e no coração. Davas-me razão no final de contas, admitias a tua posição e prometias esforçar-te por mudar, que irias provar-me, que mostrarias. 
Depois de eu acabar, mais de um ano depois desta situação ter começado, é que tu te deste ao trabalho de fazer alguma coisa, de tentar mostrar o que sentias e como eu era importante para ti. Isso a mim só me deu mais razões para o fim, se só depois de tanto e de eu ter chegado ao extremo de acabar um namoro depois de tanto tempo mesmo te amando tanto, é que tu te deste conta do que não andavas a fazer por nós e foste capaz de mostrar alguma coisa??? Era isso que eu merecia, depois de tudo? Que só mais de um ano depois e de eu ter posto um ponto final (tal era o meu desespero) na nossa relação tu te lembres de cumprir promessas feitas durante um ano de discussões e de tanto tentar que percebesses e te desses conta do que estavas a fazer ao nosso amor? Foi preciso tanto, mas tanto, para que te dignasses a ter algum trabalho comigo, connosco? Muito bem! Parabéns! Conseguiste em Janeiro, depois do nosso namoro ter acabado em Fevereiro, já era tarde demais. Já não conseguia acreditar nas tuas promessas, já não podia suportar mais aquela situação em que me coloquei em relação ao "nós". Desde o verão de 2009 que as coisas se começaram a descuidar pela tua parte! É muito tempo! É tempo demais, lamento!


2 comentários:

  1. ninguém muda de um dia para o outro, eles só o dizem em desespero. foi bom teres afastado e recuperado o amor próprio, não podemos anular mos em função de um homem.

    bjokas

    ResponderEliminar
  2. "been there, done that" Força, acredita que vais ultrapassar esta fase, e vais ver que um dia olhas para trás e percebes que foi apenas um capítulo da vida... Bjs

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!