Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Ao que o país que temos obriga


Ele saiu do país atrás daquilo que qualquer jovem quer e precisa nos dias que correm: uma proposta de trabalho em vista, um contrato, uma segurança, de olhos postos no futuro. Agarrou a oportunidade que lhe surgiu pouco depois de a ter pedido em casamento, à mulher da sua vida. Pouco depois de a ter pedido em casamento, de terem decidido dar o passo em frente na relação deles, ele tem de a deixar sozinha e rumar a um país desconhecido, de malas e bagagens. Foi ver se dava certo em Julho. Ontem veio buscar a sua amada para a levar com ele. E partem hoje, de carro, em direcção ao que o destino lhes reserva, lado a lado. Com alguma incerteza e confiando no melhor, deixando tudo para trás e como isso custa...! Mas juntos, lado a lado. Ela pode finalmente estar ao lado do homem que ama e ele tem a sua amada finalmente junto de si para lutarem os dois por uma vida melhor. Ainda que longe de tudo e todos, dos familiares e amigos, deixando os empregos, a formação académica e o país para trás. E ontem à noite nós fomos ter com eles para lhes dar força e um beijinho de boa sorte, torcendo para que tudo dê certo e lhes corra pelo melhor. E vai, de certeza, porque apesar de todos os obstáculos que têm pela frente e os desafios que os esperam, têm-se um ao outro, lado a lado...!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!