Pesquisar neste blogue

domingo, 25 de novembro de 2012

Dor de alma


Não imaginas o quanto me faz sofrer a situação em que estás. 
Por isso é que tanta vez "brigo" e te digo as coisas "más" que digo e não consigo entender como não foste capaz de prever algo assim e não fizeste nada para evitar que alguma coisa assim pudesse acontecer.

Não se vê um fim à vista para tanto problema e é uma atrás da outra, sem tréguas ou descanso. E é tão difícil acreditar que tudo se vai compor e melhorará. E é tão injusto acontecer-te (nos) tudo sem podermos fazer nada para parar esta onda...

Estou triste, verdadeiramente. Sinto tanto a tua falta, por mais curta que seja a ausência, não tenho vontade, não tenho força ou motivação. E preciso tanto disso tudo. Estou tão triste que só me rolam as lágrimas pelo rosto e sinto-me só porque tu não estás e tens sempre de te ir embora, para aqui ou para acolá, para isto ou aquilo. Eu sei que tem de ser mas custa não te ter.

Só queria o teu abraço e não ter de me ir embora.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!