Pesquisar neste blogue

terça-feira, 19 de agosto de 2014

O meu cabelo


Estou num dilema. Nunca tive o cabelo tão comprido (está pela cintura) mas também sei perfeitamente que não está de boa saúde. Embora adore vê-lo com o comprimento com que está agora e por mim ficasse com ele assim...todos os verões é a mesma coisa: tenho-o comprido como quero mas danificado e faz-me imenso calor, por isso sei que preciso de cortá-lo, mas como é verão acho melhor deixar para o final do mesmo para o cortar logo de uma vez e não o estragar entretanto, só que, quando o vou cortar - que acaba sempre por ser no fim de Agosto/ início de Setembro - já se avista o início do Outono, depois o frio e a maior facilidade de estar comprido. Ou seja, dava jeito era ter o cabelo mais curto quando chega o Verão para não sofrer tanto com o calor e no tempo mais fresco é melhor tê-lo comprido mas normalmente acaba por não acontecer...porque cortei-o no final do Verão de tão estragado que estava e sem solução. O meu cabelo é naturalmente seco e tem muito volume. Quando está de boa saúde está curto e, por consequência, com tanto volume que é difícil controlá-lo ou fazer algo dele. Quando está comprido como eu gostava de mantê-lo, está demasiado estragado para ficar bonito como poderia, embora o volume com que fica também seja o que mais me agrada. Enfim! um verdadeiro dilema que acaba por dar sempre no mesmo: cortá-lo por estar estragado, no final do Verão e ficar curto demais para meu gosto e para ter mão nele em termos de volume. Grrrrrr!




Alguém me percebe?

3 comentários:

  1. A solução passa por cortares menores quantidades mais vezes por ano.
    De que vale um cabelo comprido, estragado, de pontas partidas, espigadas sem brilho, nem vida?!...Não deves ter medo de cortar o cabelo: Ele cresce!

    Jinhooooooossssss

    ResponderEliminar
  2. Deves cortar na Primavera e no Outono (salvo erro) ;)

    Jinhoooooossssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, tentei fazer isso no início do ano (escolar) mas depois fui deixando...olha, já sabes como é. O meu único "stress" é que ele é super rebelde e não faço nada dele quando está muito volumoso (ou seja, curto!)..Mas vai ter de ser cortado...não há volta a dar. :D
      Beijos

      Eliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!