Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Politiquices

Eu nem sou de falar nestas coisas (reflexo claro do estado em que se encontra a política em Portugal, que não interessa aos jovens - ou que só aproveita a alguns, talvez seja mais isso) mas tenho de partilhar uma das coisas que mais comichão me provoca. Adoro que as pessoas se queixem que ganham sempre os mesmos, que mandam sempre os mesmos mas, ao mesmo tempo, achem que não vale a pena votar nos partidos com menor expressão. É assim pessoas: se nunca votarem neles e se toda a gente (continuar a) pensar assim podem ter a certeza absoluta que irá continuar a ser como tanto lamentam. Votar nos partidos mais pequenos, sempre em consciência, não é em vão. Pelo menos não dão (ainda) mais votos aos mesmos de sempre. Não votar só porque sim ou votar em branco é que não vale.


Eu, mais uma vez, não votarei e não é algo de que me orgulhe mas, mais uma vez, para o poder fazer, estando longe de casa, teria de votar antecipadamente e para tal deveria ter tratado de uma catrefada de documentos e burocracias um ano antes (não é tanto mas é mais ou menos isso). Infelizmente é o país que temos - sim porque estou no mesmo país, pertenço-lhe mas (ainda assim) não tenho direito a votar.

1 comentário:

  1. Infelizmente é muito mais fácil não votar e queixarmo-nos depois. Devemos exercer o nosso direito sim, quanto mais não seja pelas razões que apontas :)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!