Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Casamento e Preconceito


De entre as inúmeras coisas (absurdas) que ouvimos desde que ficámos noivos, esta é uma coisa que eu, pessoalmente, sinto quando partilho que me vou casar. Na maioria dos casos, o que acontece é que logo a seguir me perguntam a idade e, quando não dizem nada a seguir, não são precisas palavras para que eu sinta que há um certo julgamento por casar "cedo". Ainda há pouco tempo me disseram "ainda tens tanto para viver..." com ar de tristeza e descrença. E eu quase me sinto na obrigação de me justificar, que é ridículo!
É muito fácil julgarem as pessoas pelo que pensam que sabem sobre elas. Os comentários e os "conselhos" muitas vezes são-nos enfiados pelos ouvidos adentro sem termos pedido. Na maioria das vezes eu acolho com muito agrado os conselhos que me/nos dão mas há certas coisas que eu não consigo aceitar de coração aberto, porque me parecem demasiado carregadas de negativismo, de descrença e de mágoa até.
Eu vou casar, nesta altura da minha vida (tendo em conta idade, situação profissional e condição financeira) porque me faz sentido a mim e ao meu noivo. Nós, vamos casar-nos porque queremos ficar juntos. Não que o casamento signifique isso mesmo mas porque queremos investir na nossa relação desta forma. Não quer dizer que seja preciso casar para ficarmos juntos e muito menos para investirmos na relação. Esta é só a nossa forma de o fazermos e aquilo que para nós faz sentido.
E venham os argumentos da instabilidade, venham os da idade, venham os da oportunidade, venham os do que implica o casamento e todos mais. Para nós, isto é o que faz sentido, neste momento, por isso é o que queremos que aconteça nas nossas vidas. E se Deus nos ajudar há-de correr tudo bem.
É claro que nós não somos idealistas nem sem noção e sabemos que muita coisa pode acontecer. É claro que pensamos e tememos que um dia cheguemos à conclusão que não conseguimos ser felizes juntos mas isso deve impedir-nos de viver aquilo que neste momento o nosso coração nos diz?! O que tiver de acontecer, há-de acontecer. O medo do que virá não pode impedir-nos de viver.


Afinal, casar não muda em quase nada a minha vida nem a dele. Nós vamos casar-nos por motivos de crença, sentimentais, que só a nós fazem sentido, e só a nós dizem respeito, na verdade. Casar não nos impede de viver, casar não significa morrer, casar não exige uma casa ideal, o carro, o emprego de sonho e tudo mais. Não podemos construir o nosso "ideal" a dois? Afinal, para mim, relação é construção. Casar só exige amor, dedicação e respeito.

5 comentários:

  1. Fico furiosa com esses comentários de gente estúpida. Essa coisa de que se alguém estiver numa relação séria ou casar nos seus vintes, não estão a aproveitar a vida. Mas afinal o que é aproveitar a vida, ter ainda muito para viver? É andar com todos, namorar hoje com um e amanhã com outro, para "viver a vida"? Se a pessoa teve sorte suficiente de encontrar a outra parte que a completa e se são felizes juntos devem separar-se ou levar a relação devagar e não a sério porque ainda são muito novos? Antigamente as pessoas até com 15 e 16 anos casavam e não era este fim do mundo de agora quando casa uma pessoa de vintes... Não entendo.

    Eu comecei a namorar com 14 anos. Na altura estava longe de imaginar que íamos chegar até aqui, claro. Era um namoro sério mas éramos adolescentes, ninguém nos levava a sério, ninguém acreditava que fosse durar este tempo todo. As pessoas ficam um bocado aparvalhadas quando digo que tenho 24 anos e namoro quase há 10 com o meu primeiro e único namorado. E depois olham com ar de pena, coitadinha que nunca "conheceu outro homem" e que devia aproveitar a vida, é tão nova. Neste momento já não sinto tanto isto porque parece que o peso dos quase 10 anos de relacionamento levam a que as pessoas torçam para que fiquemos juntos, já esperam o casamento e filhos e tudo. Mas há uns anos atrás sentia esse preconceito. E digo mais, ainda só não casamos/vivemos juntos porque estivemos a estudar até agora, não temos emprego e não somos inconsequentes. Tivéssemos nós a vida a jeito e já estaríamos casados há um par de anos. Porque sim, não interessa que os outros achem que somos novos demais. Se as pessoas se amam, têm mais é que ficar juntas independentemente da idade que têm.

    ResponderEliminar
  2. O melhor que tens a fazer é não ligar mesmo. Cada um é como cada qual, e as pessoas têm de saber lidar com isso .

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito do texto.
    Estou a torcer para que sejam mesmo muito felizes juntos, de coração*
    N ligues a esses comentários parvos :)

    ResponderEliminar
  4. Não entendo por que raio as pessoas têm que se meter na vida dos outros. São elas que vos vão pagar o casamento? São elas que vos vão sustentar? Vai afectar alguma coisa a vida delas? Pois...

    ResponderEliminar
  5. Cada um sabe de si e Deus de todos. Cada um sabe qual o momento certo, para tomar as SUAS decisões. A vida de casada também é serve para aproveitar a vida (para o caso de teres dúvidas)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!