Pesquisar neste blogue

terça-feira, 28 de junho de 2011

Já estava mesmo a ver

...que estava tudo a ir bem demais! Mas ao menos "só" fiquei doente.


Hoje era para ter estado com uns familiares meus (que estiveram cá de férias) antes de se irem embora de vez mas por atraso dos voos não deu. Acabei por ir ao aeroporto e estar lá 2h em vão, o que vale é que não fui só e o G. fez-me sempre companhia.
Depois viemos almoçar cá a casa e ficámos ambos a trabalhar um bocadinho até a hora dele ir trabalhar; 16.30h ele deixou-me e eu fui até a Biblioteca da Faculdade estudar e só saí de lá às 19h quando fechou!
Ele voltou cá depois do trabalho e trouxe jantar. Depois de jantar estivemos juntos pouco tempo...até que ele teve de se ir embora (22h). Fiquei feliz porque ele esteve o dia quase todo por perto, embora não tenhamos tido muito tempo para nós é óptimo tê-lo por perto mesmo nas coisas do dia-a-dia, quotidianas, saber que ele está ali é óptimo.
Já estive bem melhor que ontem embora ainda um pouco adoentada e com ele sempre com cautelas e cuidados comigo, para não apanhar frio nem sol, alimentar-me e tomar alguma coisa, a ver se tinha febre...cuidou de mim e esteve sempre atento.


Ontem passei mal, estava mesmo prestes a cair para o lado.
Acordei já com uma ligeira dor de garganta mas nada de especial, ele veio buscar-me e fomos às compras ao supermercado para fazermos um piquenique. Almoçámos em Sintra, no parque de Merendas, adoro aquela cidade. Já lá tinha ido mas há alguns anos e já não me lembrava, gostei de tudo embora não tenhamos ido a muito sítio... passeamos pelo parque no Centro Histórico mas eu sentia-me sem forças e estava imenso calor, não suportava... ainda fomos comprar travesseiros e estivemos no Palácio da Vila; fizemos a volta do Duche.
Rondavam as 17h quando descemos até à Praia, passámos na Praia Grande mas estava tão cheia que seguimos para a das Maçãs. Aí fomos até ao areal e estivemos lá estendidos, eu só molhei os pés. Lá pelas 20h viemos embora, comecei a ter febre, estava a arder... o G. veio trazer-me a casa.
De caminho nem consegui lanchar (a comida dava-me a volta ao estômago), tinha o corpo pesado e dorido, doía-me tudo e o corpo não respondia à minha vontade de actividade... ele trouxe-me até ao quarto para certificar-se de que eu estava bem e foi para casa jantar com os pais (eram 21h), tomei um duche e enfiei-me na cama até hoje de manhã. Fartei-me de transpirar durante a noite mas hoje já acordei melhor. O que vale é que as temperaturas baixaram e tê-lo assim de volta de mim mais tempo ajudou imenso a sentir-me bem melhor hoje.


Ontem custou-me tanto passar mal! Fiquei com imensa pena de não ter aproveitado o dia fantástico que tínhamos à nossa espera. Bem que tentei mas o meu corpo não respondia e não tinha forças para nada por mais que quisesse. Não fui a melhor companhia, muito pelo contrário, estava molengona, pouco falava, não tinha vontade de fazer nada...enfim, estava DOENTE! mas ele foi impecável o tempo todo, teve muita paciência e deu-me muito mimo. Hoje pediu-me desculpa por termos ido para a praia que eu se calhar ainda fiquei pior e isso mas que não se lembrou e eu acho que não tem nada a ver, não fiquei pior por ter ido até a praia...já estava mal.
E insisti, mesmo não estando nas melhores condições, em estar com ele, fiz questão!
Apesar de tudo gostei muito do dia, adorei cada sítio onde estivemos e só tenho pena de não ter sido capaz de saborear cada cantinho nas minhas melhores faculdades, com toda a pompa e circunstancia que mereciam... mais dias virão, espero!
Agora é esforçar-me por melhorar rápido que ainda faltam exames e muito por fazer!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!