Pesquisar neste blogue

sábado, 6 de agosto de 2011

Guardo com carinho


as viagens de autocarro, pelas voltinhas destes caminhos, do percurso que faz o meu caminho tantas vezes este Verão. De dia e na noite de despedida, no teu ombro, desejando que não tivesses de deixar-me e querendo que não te fosses embora!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!