Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Problemas de "partes" de mim

A situação está insustentável.
Não vejo isto continuar assim muito mais tempo.
Já se perdeu toda a paciência e esperança.
Já não há mais nada a fazer a não ser sair da situação actual.
Eu própria já não aguento mais ouvi-la lamentar-se, perder a cabeça e querer fugir e desistir de tudo. Dizer que não sabe como fazer para mudar o que está a viver, mas que já não suporta mais viver daquela forma. E tudo à volta daquele lar está assim: em ruínas. E tudo o que de lá se aproxime não aguente e quer vir-se logo embora. Eu tenho tentado, juro que tenho feito um esforço para continuar a ser o alicerce que tem esperado de mim nestes últimos anos. Mas não aguento muito mais. Estou farta, não tenho também de ser a super mulher para salvar toda a gente dos sarilhos em que se mete por sua vontade, pelas suas acções não querendo depois assumir as consequências, não pensando no futuro.


Eu tenho muito de MEU para aguentar, gerir, organizar e sossegar. Não consigo por muito mais tempo fazer o mesmo com os problemas dos outros.Não o faço com os meus porque não sou capaz!
Os vossos têm-me puxado para baixo, durante já muito tempo. Têm-me tirado o sono e feito infeliz. Eu não queria ser assim mas tentarei afastar-me o máximo possível disso porque só me tem feito mal e trazido dissabores. Não é nada fácil ouvir-te lamentar, queixar, chorar e não poder fazer nada, não saber o que dizer. Já disse o que achava, não posso fazer nada por ti, és tu que tens de ter essa força e essa iniciativa. Desculpa mas não é fácil para mim estar sempre a ouvir os teus/vossos problemas porque assim também se tornam meus e eu não tenho força para carregar com tudo isto.
Toma, de uma vez, uma decisão, uma atitude e leva as coisas até ao fim porque não vejo outra solução, nem sequer vejo outra hipótese...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!