Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Culinária


Situação: Segunda feira à noite, depois de ter estado a trabalhar até às 21h, com fome, cansada e sem muito tempo ou vontade para cozinhar o que quer que fosse. Vou ao frigorífico e encontro massa cozida (fusili) "branca", sem molho nem nada. 
Pensamento imediato: Vou abrir uma lata de atum e é o meu jantar.
Na minha cabeça: Não me apetece nada, não é apetecível, não há molho, não tem piada (e ao almoço já tinha feito isso).

A massa não era muita, dava apenas para uma refeição embora bem servida, mais ou menos. Lembrei-me de juntar natas e cogumelos laminados e fazer um molho rápido, fácil e bom. Uma lata de feijão encarnado cozido em água e sal em minutos. Juntei tudo numa panela e misturei até as natas ferverem e voillá! Um jantar delicioso, rápido, fácil e simples. O que dava para uma só refeição foi jantar, hoje almoço e ainda dá para mais uma vez. Fiquei super satisfeita com o resultado, estava cá um pitéu! O melhor de tudo é que não perdi tempo nenhum e estava óptimo, soube mesmo bem!
Nem sei como me lembrei de juntar aquilo, acho que foi olhar para os enlatados que cá tinha em casa e fez-se luz na minha cabeça. Belo truque, hãn!?!

1 comentário:

  1. Faço muito disso :). Ah sim porque todos os meus pratos são com natas e natas e natas e nataaas. ahaha:D

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!