Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Porca (desculpem mas não há outro termo)


O filho da patroa é casado e pai de filhos. Ela anda metida com ele. Já desconfiava e anteontem tive a certeza. Só me dá é nojo, verdadeiro asco. Dá-se com a mulher dele e com o filho, anda com eles e trata o marido da outra por amor. Que volta ao estômago. O cúmulo foi ter tido o descaramento de me convidar a mim, ao G. e à minha irmã para ir jantar a casa deles no sábado. Eu já tinha um jantar de aniversário agendado mas mesmo que não tivesse é que nem morta punha os pés naquela casa. Com o ex-patraozinho, a mulher, a minha mãe (que há já muito não sabe o que é ser mãe, de certeza), o filho deles, a minha irmã, eu e o G. à mesma mesa???!?!? Era coisa para me fazer vomitar em cima de alguém. Não cabe na cabeça de ninguém. Não cabe na minha cabeça como é que alguém pode ser assim. Ter o desplante de pensar em juntar-nos (suas filhas) àquela gente com quem anda metida, ou melhor, à família que anda a trair porque se enrola com o homem (pai e marido). Que nojo. Quando já pensava que pior não podia fazer, surpreende-me imenso pela (extremamente) negativa.

3 comentários:

  1. Realmente isto há pessoas para tudo...infelizmente *

    ResponderEliminar
  2. O mundo está podre, infelizmente. Tem pessoas que descem mesmo baixo.
    *

    ResponderEliminar
  3. Realmente é falta de noção, falta de valores, falta de tudo...demais!!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!