Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Temporal de tristeza


No fim da noite passada, a chuva que caía e o tempo que se assolou eram proporcionais à tristeza que trazia no peito. 

Hoje o chão ainda está molhado depois do temporal. E eu sinto-me uma menina pequena com medo de ficar só e que tudo dê errado (e não a mulher forte que me esforço por ser). Só queria e precisava do meu porto seguro...mas ele não pode nem consegue. E eu fico triste, porque dói.

2 comentários:

Muito obrigada pelas tuas palavras!