Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Dia especial com direito a acidente

Ontem foi o nosso dia especial. Contámos 5meses como namorados mas não foi o dia que merecíamos. Passámos o dia a trabalhar ambos. Quando ele saiu tinha de estudar mas felizmente foi ter comigo e conseguimos estar juntos algum tempo. 

Quando me ia deixar no ensaio e seguir para a frequência que tinha, a caminho, bateram-nos no carro (ia eu a conduzir). Estávamos na faixa do meio e a da nossa direita suprimiu-se. O carro que ia à direita meteu-se à nossa frente sem pisca nem nada e em reflexo desviei para a esquerda, o que fez com que a pessoa que ia à nossa esquerda me batesse na porta de trás. Não foi nada de extraordinário mas não foi pouco e vê-se muito. O condutor que provocou tudo isto (o da direita) foi-se embora na maior, só com uma carga de buzina (da minha parte) em cima. A culpa foi minha que o devia ter deixado bater-me porque seria ele o culpado mas instintivamente reagi mal afastando-me. O condutor que me bateu propôs arranjarmos cada um o seu, sem recurso a activação de seguros e trocámos números ficando de falarmos mais tarde. Ainda não sei de nada...como vai ser, qual a intenção dele...nada. Fiquei e estou tão mas tão lixada comigo mesma. MERDA!

Depois do ensaio esperei que ele me fosse apanhar e fomos comer comida rápida ao centro comercial mais próximo que ainda estava aberto, já era tarde, não tínhamos jantar e estávamos exaustos. 

Salvou o dia ele estar feliz com a frequência e poder adormecer nos seus braços, no calor do seu aconchego. Não há dinheiro nem riqueza nenhuma no mundo capaz de igualar isso. Ele ofereceu-me bombons que adoro e fez chá que bebemos lado a lado, à luz de vela, no seu quarto.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!