Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Abismos da sociedade


Bem sei que se formos a relativizar ou ver tudo em perspectiva corremos o risco de não fazermos nada por paralisados que ficamos. Mas não posso negar que fico escandalizada ou chocada quando penso que, se tiver sorte com as promoções e se for ao sítio e às coisas certas consigo trazer dum supermercado compras de mercearia básicas, essenciais que permitem a uma qualquer família sobreviver e matar a fome durante uns dias pelo mesmo preço que um "brunch". Isto, para mim (!) é ridículo e, lamento, mas mesmo tendo esse dinheiro, recuso-me a gastá-lo na segunda hipótese.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!