Pesquisar neste blogue

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

A tristeza dos dias "felizes"

Infelizmente há já algum tempo que as alturas de "festa" são sempre complicadas por estar longe de muita gente querida e por ter de lidar com problemas familiares que não me deveria dizer respeito, mais concretamente em relação aos meus pais. 


No Domingo quando regressei a Lisboa tinha o meu pai à minha espera, de surpresa, em minha casa. É uma prenda de aniversário muito especial tendo em conta que já não me lembro do último aniversário que passámos juntos (quer dele quer meu) e deixou-me muito honrada e feliz! Mas agora tenho em mãos o problema de já ter falado com a minha mãe há uns dias para jantarmos hoje e ela não querer estar com ele, uma vez que não se falam, logo sou obrigada a escolher estar com um ou com outro.
Não tenho como dizer ao meu pai, que veio ver-me de propósito, de longe, que irei jantar hoje com a minha mãe e ele não pode ir. Faço o quê? Ponho-o na rua, deixo-o sozinho? Se a minha mãe não quer estar com ele eu não posso fazer milagres. Estou farta de ter de lidar com estas merdas (não têm outro nome), ainda mais sempre nas alturas em que deveria e tinha razões para estar feliz.
Afinal, quem escolhe não sou eu, é quem não quer estar comigo, seja por que motivo for. E a minha mãe prefere passar longe de mim este dia do que fazer um esforço por "suportar" o meu pai - que não é menos do que o homem que ela escolheu com o qual ter filhos.

3 comentários:

  1. Que chatice teres que lidar com esse tipo de coisas... Espero que tenha corrido da melhor forma, apesar de tudo!

    ResponderEliminar
  2. Que situação chata! Mas podias dizer-lhe isso mesmo: o dia é teu, tens o direito de estar feliz e sem dramas e ela que decida se quer estar contigo e fazer o esforço de ver o pai dos filhos ou prefere estar longe de ti!

    ResponderEliminar
  3. As coisas nunca deveriam ser assim. Fazer um filho escolher um ou outro nao está certo. Eles haviam de se entender.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!