Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 4 de julho de 2016

Sábado que enche o coração

Fui finalmente, ao final da manhã de sábado, ao dentista, fazer uma limpeza e os moldes para uma placa que espero resolva o meu problema e diminua os efeitos que dali advêm.
Permiti-mo-nos almoçar fora, na nossa esplanada de eleição, que ficava ali perto. Este ano temos tentado ser muito rigorosos connosco mesmos no sentido de não gastarmos ao máximo, afinal temos um objectivo exigente este ano. Mas não fizemos nada pelo nosso aniversário, nem de namoro, nem de nos conhecermos, nem nada, então, achámos que merecíamos um momento diferente, só nosso.


Nessa mesma tarde consegui finalmente encontrar-me com algumas (nem todas puderam) das minhas amigas do coração, legado da faculdade. Todas temos as nossas vidas, todas têm rotinas diferentes e torna-se complicado encontrarmos um consenso num encontro com todas (ou pelo menos com mais do que duas, somos seis).
Depois de mil e trezentas tentativas de encontro, conseguimos marcar para a tarde deste sábado e lá nos encontrámos quatro. Desta vez, uma dupla estreia, os nossos moços acompanharam-nos e conhecemos o mais recente membro - o novo namorado de uma de nós. Costumamos ser só meninas quando nos encontramos mas como uma delas queria apresentar-nos o rapaz, levamos os respectivos. Éramos três casais e mais uma. A solteira esteve connosco pouco tempo, tinha outros compromissos mas ainda nos vimos, que é o mais importante. Os três casais fizeram algo inédito: encontrámo-nos para lanchar, à tarde mas ainda cedo, e só nos despedimos já no dia seguinte! 
Pois é, depois de alguma conversa na esplanada, de algumas passagens por miradouros da bela capital, resolvemos jantar ali perto, todos juntos. Depois de jantar, fomos comer um gelado, passeámos mais um pouco e fomos a um pub. Mais umas horas de conversa mas a determinada altura o volume da música já não nos deixava conversar civilizadamente e abandonámos aquele sítio para nos irmos sentar noutro ali perto, para mais um copo e (mais) uns dedos de conversa.


Já a noite ia longa e já era madrugada de domingo quando nos despedimos, de coração cheio e com boas notícias. Convites entregues e viagens marcadas, em Dezembro podemos contar com eles.

1 comentário:

  1. Que dia maravilhoso! Adoro esses dias em que os planos se vão fazendo "sozinhos" e se revelam óptimas surpresas :)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!