Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

O lado mau de organizar um casamento

Nos últimos tempos têm surgido alguns percalços relacionados com a organização do casamento que nos têm deixado de cabelos em pé. Na verdade não nos podemos queixar, graças a Deus tudo tem corrido bem em geral, estes são afinal pormenores e "problemas" menores. Não nos tem acontecido nada de grave ou de muito preocupante. E considero que temos sido uns noivos tranquilos com o decorrer do tempo. Mas há coisas que nos tiram a paciência. 
Primeiro foi a música da cerimónia que tivemos de procurar e contratar à última hora porque as pessoas que iam tratar disso afinal não podiam e avisaram-nos a menos de um mês do casamento. Além disso, as coisas que mais nos preocupam ultimamente são os convidados que não se dão ao trabalho de nos confirmar presenças e indicar quem vai. Isso é que nos tem chateado porque a nós parece-nos falta de consideração inaceitável. Nós entregámos o convite há muito tempo, lá indica a data até a qual pedimos confirmações mas algumas pessoas pura e simplesmente ignoraram isso tudo.
Na semana passada, quando estava a organizar mesas lembrei-me de confirmar com determinada pessoa que não me disse nada se ia ela e a restante família. Nós estávamos a contar com o casal mas afinal vai esse casal e mais quatro pessoas (filhos, respectivos companheiros e netos!). Ainda tive de andar atrás deles para que me indicassem nomes. São pessoas com as quais mal falamos e com as quais o meu homem nem teve contacto. Não faziam parte da nossa lista de casamento tendo em conta que só convidámos as pessoas "essenciais" para nós e temos uma lista "apertada" de convidados. Mas também não entregámos o convite a uma família dizendo-lhes que só o casal está convidado. Acho que isso já deve partir de cada um decidir se vai ou não. O resultado é que teremos no dia mais importante da nossa vida, pessoas que não nos dizem nada porque mal convivemos com elas enquanto que outras, que gostaríamos de convidar, ficaram de fora por limitações orçamentais e de princípio. Mas a questão não é ir X ou Y, a questão é que, indo, não se deram ao trabalho de nos dizer alguma coisa. 
Além desta, outras histórias temos para contar relativas a convidados. Os companheiros de algumas pessoas que não sabem, até à última se vão ou não (implicando o nosso casamento uma viagem acho que é fácil darem-nos uma resposta), os que se acham mais importantes do que os outros e querem um convite específico para si não lhe bastando o que demos à pessoa que vão acompanhar, os que não dizem absolutamente nada, com os quais não conseguimos comunicar porque só eles têm o nosso contacto (que demos para efeito de confirmação ou não) e outros que tais.
Isto tudo interfere no número de mesas que temos de decorar e indicar à florista, no número de lembranças, nas cadeiras e pratos que têm de estar nas mesas e na distribuição das pessoas pelas mesas. Em relação a isso, temos planos de mesas, organização de sala e impressões para fazer. Mas ninguém quer saber, as pessoas não têm consciência do que implicam as suas atitudes (ou a falta delas).


Nem tudo é um mar de rosas, há coisas que eram perfeitamente dispensáveis e que se podiam evitar com um mínimo de consideração e sensibilidade por parte de todos mas ainda assim, e aconteça o que acontecer, eu vou-me casar com o homem que escolhi para partilhar a minha vida e nada nem ninguém é mais importante que isso.

8 comentários:

  1. Eish realmente isso é um grande problema :/ nao tinha noção!

    Beijinho♥
    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Realmente é uma falta de consideração :/ mas vais ver que no dia tudo ai correr às mil maravilhas :)

    ResponderEliminar
  3. As pessoas não têm o menor respeito. Enfim. É sempre assim. Basta vermos a confusão que dá arranjar forma de fazer um simples jantar de amigos, quanto mais um casamento!

    ResponderEliminar
  4. No final vai correr tudo bem!
    Esse género de percalços são bem comuns.
    Estou a torcer por vocês, para que tenham um casamento lindo e inesquecível*

    ResponderEliminar
  5. A parte da gestão dos convidados é das que pode dar mais trabalho.
    Felizmente não tive muitas situações de stress, apenas um casal que nos disse que afinal não iria a duas semanas do casamento...

    ResponderEliminar
  6. Sempre me preocupei em avisar, confirmar dentro das datas pedidas. Sei bem o transtorno que isso dá aos noivos na organização e na falta de paz e descanso. Compreendo tão bem tudo o que escreves.... se fosse eu começava a stressar com tudo... Força e tenho a certeza que vão ter um casamento lindo!

    ResponderEliminar
  7. Quando eu penso em organizar uma festa tenho um pequeno esgotamento nervoso só de pensar que estou dependente das respostas das pessoas. As pessoas não têm a mínima noção ou consideração! Foi no casamento, foi no baptizado, foi nos anos do pequeno ... Eu chego à conclusão que o melhor é organizar uma festa só para pais e avós, poupa-se em tudo!
    Para além do que enumeraste, espero que não te falte nenhum convidado no dia do casamento, dizem que vão (a duas semanas do casamento, data que marquei como limite para confirmações) e depois não aparecem porque não tinham dinheiro para a prenda! É que ninguém exigiu prenda, o essencial era mesmo a presença porque tal como vocês só convidamos quem nos é próximo e nos diz alguma coisa, mas para além da falta de consideração ainda podíamos ter a despesa de pagar 3 lugares que não apareceram, só não pagamos porque o dono da quinta é 5estrelas. Enfim. É nestas ocasiões que nós vemos quem é mesmo nosso amigo ou não.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!