Pesquisar neste blogue

terça-feira, 16 de maio de 2017

Arrendar casa #8


Ter a vida encaixotada e a casa virada do avesso não é nada simpático. Às tantas, há uma altura em que já não sabemos das coisas, temos metade das coisas num sítio e metade no outro e vemos os nossos dias repartidos e diminuídos pelas trezentas mil coisas que há para fazer. Estas são as características que mais sobressaem nos últimos tempos da nossa mudança de casa.
Mas não são só coisas chatas. Uma pessoa, com a mudança, é obrigada a rever aquilo que tem e a renovar o que não está do seu agrado. É muito estimulante imaginar toda uma nova casa, novos espaços, novos elementos e nova decoração. E isso, apesar de dar muito trabalho e despesa, também é muito motivador, afinal estamos a projectar o nosso lar! 
Com uma mudança também se tem a oportunidade de nos desfazermos do que não nos acrescenta nada de bom e de reformularmos aquilo que para nós faz sentido. Nem sempre é fácil conjugar tudo isto com os tempos sempre apertados e as demais condicionantes, mas é todo um processo que não deixa de ter o seu lado interessante. 

3 comentários:

  1. Temos de ver a coisa pelo lado positivo. E renovar uma casa é sempre muito estimulante! :)

    ResponderEliminar
  2. Sei bem o que isso é, boa sorte *

    ResponderEliminar
  3. Nem tudo é mau mas deve dar um trabalhão!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!