Pesquisar neste blogue

terça-feira, 28 de junho de 2011

Já cá faltava


Hoje soube o resultado do primeiro exame que fiz e chumbei, com uma nota verdadeiramente miserável, estou de rastos. Sabia que não teria grande nota mas não estava nada à espera que fosse assim tão má e não esperava sequer chumbar. Parece que já estou a ver o cenário do semestre passado em modo repeat e já me estou a passar! Estou a morrer de medo para os restantes porque não esperava mesmo nada ter esta nota a este e agora nem quero imaginar os restantes, estou aterrorizada. Neste passaram nem 10% dos alunos da cadeira, não acho normal, o homem (professor) passou-se!
Além do mais sinto-me horrível porque tive outra vez um desentendimento com alguém muito próximo de mim e que amo muito. Infelizmente eu é que falhei, como sempre, mas não é por mal, é já algo que se vem arrastando mas que não consigo para de fazer, tem sido mais forte do que eu mas não posso deixar que continue. 


Esta madrugada faz um mês que eu e o G. nos beijámos pela primeira vez, parece que já foi há tanto tempo...e ele lembrou-se! Veio ter comigo à tarde e fomos passear à Baixa, deviam ser já umas 16h quando me apanhou. Andámos de eléctrico depois de um passeio pela Feira da Ladra e acabámos por jantar perto do Terreiro do Paço. Antes do jantar, logo depois de termos pedido, recebi a notícia da nota e perdi o apetite, fiquei frustrada e mal conseguia falar ou olhar-lhe... tomou conta de mim algo mais forte. Comemos à pressa e eu com muito esforço tal era o nó que tinha no estômago. Não conseguia sequer pensar em como enfrentaria o que me espera com, logo a primeira cadeira a que fui a exame, chumbada.
Só me queria ir embora dali o mais depressa possível, ele também tinha que fazer às 21h. Veio trazer-me e seguiu já atrasado.
Ficou de cá passar depois, lá pelas 23h mas acho que lhe vou mandar mensagem a pedir-lhe para hoje estar sozinha porque não serei boa companhia e não estou com cabeça para nada nem ninguém! Não quero que ele leve por tabela de algo a que é completamente alheio. Deixa-me triste e ainda mais chateada comigo mesma porque é um dia especial e quero muito estar com ele mas não assim, como estou não é bom nem para ele...! Estarei a ser injusta ou egoísta?


Depois da conversa que tive por telefone, depois de chegar a casa, não consigo fazer outra coisa a não ser chorar e lamentar-me, sobre o leite derramado, eu sei mas que fazer? Parece que nunca aprendo. E voltamos à estaca zero. Tenho um exame do pior na quinta e ainda me falta estudar tanto... nem quero pensar, estou cheia de medo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!