Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 2 de maio de 2012

O problema do carro

Então, parece que os profissionais extremamente competentes daquela oficina, depois de terem "enconado" (perdoem-me o termo mas é mesmo assim) durante cerca de um MÊS até terem o carro finalmente pronto para a venda, montaram no dito uma transmissão que não era a adequada ao carro em questão. Pelo que parece é da marca original do carro mas não é o modelo certo. Na minha opinião, quem tinha de se responsabilizar por tudo isto e pelo que provocou esta incompetência era, precisamente, a oficina, o responsável, que vendeu o carro. O que ele fez foi dizer que, pela transmissão nova, conserto e tudo mais não pagaríamos mais nada, que ele resolvia o assunto (ERA O QUE MAIS FALTAVA TAMBÉM!). Mas o reboque para levar o carro para a oficina e o meio de transporte para regressar a casa foi pago do bolso da minha mãe e, ao que consta, o seguro não o cobre porque a franquia do mesmo não abrange tal coisa. Mas que raio!?!

Com isto só posso pensar que, no meio de tanto "azar", até tivemos muita sorte, uma vez que aquilo aconteceu (o carro deixou de andar) quando estavam a sair da estação de serviço para voltar à auto-estrada e fazerem-se novamente ao caminho. Ou seja, não chegaram a sair da mesma, ao virar o volante, a transmissão soltou-se e o carro não andou mais. Ao menos durante segundos o anjo da guarda olhou por nós e decidiu fazer com que aquilo acontecesse apenas quando estavam fora da estrada. E ainda assim, só estavam a 3horas de Lisboa, nem quero imaginar se fosse em Espanha ou em França que aquilo acontecesse…!

1 comentário:

  1. Infelizmente os usados às vezes trazem esses brindes...
    Eu com o meu acho que não vou ter tanta sorte, mas vamos ver...
    Essa da franquia do seguro nunca tinha ouvido... A assistência em viagem não costuma ter franquia... Eu já tive que pagar uma vez, mas foi porque pedi para ser levado para uma oficina a 250kms da minha residência, e mesmo assim só paguei cerca de metade do caminho...
    Enfim... como dizes menos mal que ainda foi perto, e ainda conseguiste aproveitar uns dias acompanhada ai...

    Agora o problema fica resolvido e quando regressares já podes ir dar umas voltas...

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!