Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Por terras lusas


Pois é, na quinta-feira devia partir de Roma rumo a Lisboa às 19.25h mas só pelas 23.30h é que isso aconteceu. Isso implicou chegar a Lisboa depois da 1h e perder por completo a festa surpresa que tinha preparado para o G. - que só aconteceu porque tive a colaboração de todos os amigos dele que participaram e da AM que o entreve e manteve fora de casa.

O plano era entrarmos em casa dele, depois de me terem ido buscar ao aeroporto por volta das 21.30h e estarem todos os amigos lá para surpreendê-lo, convivermos até à meia noite e, a essa hora, partirmos o bolo e cantarmos o parabéns (uma vez que só a partir da meia noite é que era o seu dia de anos). Assim, tive de combinar com todos irem ter a sua casa antes de nós chegarmos, tentar assegurar-me que ninguém chegava depois de nós, combinar a hora com a irmã dele para que ela abrisse a porta e, simultaneamente, que lá estivesse alguém nesse momento (uma vez que ela tinha de se ir embora logo), fazer com que ele não estivesse em casa (a AM convidou-o para jantar) e que depois ele fosse lá ter.

O problema é que, com o atraso do meu voo, não consegui estar à hora marcada nem perto disso e não tinha como avisar os convidados. Assim, estavam lá todos em casa dele desde cerca das 21.30h e ele em casa da AM a jantar e depois, muito calmamente, a fazer o IRS!!!! E só se despachou pela meia noite, hora a que chegou a sua casa, já estavam convidados no carro, prestes a irem embora (não admira, 3h à espera sem saberem/perceberem o que se passava!!!). Felizmente ele chegou na hora H e encontrou-os à porta de casa e acabou por estar com todos os que tinha lá estado.


Foram buscar-me por volta da 1.30h e só perto das 2h estava a caminho de casa.
Encontrei um italiano que faz ERASMUS em Lisboa no aeroporto de Roma que começou a falar comigo. Acabou por ir connosco também ao evento das tunas na sexta.

Na sexta foi dia de rever os meus amores (Ney, SL, MJ e tantos mais), comprar códigos e, depois, seguir para as festas de Oeiras... onde passámos a noite. No sábado houve festa de novo, desta vez um jantar com poucos amigos, em casa do G. E ontem foi dia de estar por casa a tentar estudar, só sair à noite para visitar a PRIMARK mais de três meses depois e dar uma volta.

É estranho não ouvir ninguém falar italiano, tenho saudades de falar por mais estranho que possa parecer. Saiem-me palavras em italiano, pareço uma atrasadinha que nem fala português como deve ser. Tenho exame amanhã às 9h e depois quinta-feira o certificado internacional de italiano.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!