Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Juro que dói

É desmotivante esta situação. Ainda nada está resolvido do lado dos meus pais. Continua a haver pressão, jogos, a não conversarem ou tentarem resolver e acabar com isto de uma vez por todas. Eu estou cada vez mais desgastada com tudo isto. Se calhar não devia mas afecta-me tanto esta porcaria toda que se cria em nosso redor (meu e da minha irmã) com a família mais próxima, tendo de esconder, por vezes mentir, fingir que não se sabe...eu sei lá! Não sou capaz de viver assim, será que o que lhe peço (imploro, imponho...) é algo assim tão fora do normal?! Será que o que quero é tão extraordinário assim? Porra! Já chega de tanta merda. Estou mais que farta e saturada disto tudo.

Além disso, o G. está a passar uma fase muito difícil. Os pais puxaram-lhe o tapete quando menos podiam, quando ele mais precisava levaram-lhe o que o mais o ajudava. Ele tem andado a matar-se a trabalhar e fazer tudo e mais alguma coisa a que se comprometeu, sem dinheiro, tendo de pedir ajuda a mim e à família. Anda triste, pesaroso, completamente exausto, esgotado, preocupado com mil e uma coisas e muitas vezes desanima, claro está. Eu sinto-me incapaz do que quer que seja porque não há nada que possa fazer para alterar esta situação. Eu tento fazer tudo o que está ao meu alcance mas isto agora só lá vai com tempo. Custa-me tanto vê-lo assim... deixa-me, também a mim, triste, preocupada. E ninguém faz ideia do que nos tem custado tudo isto, só nós dois é que sabemos de tudo, só nós dois.

Assim não dá para estar melhor. Estamos (andamos) nas lonas portanto...

1 comentário:

  1. Está difícil, estou a ver :( Mas olha, tentem-se apoiar ao máximo, porque são fases muito difíceis e possivelmente nem serão, infelizmente, as únicas vezes que se sentirão assim... força!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!