Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Os miseráveis

Terça à noite fomos ao cinema.
Aproveitámos que ele não trabalhava até tarde e decidimos matar saudades de cinema, aproveitando o desconto que temos da ZON. Queríamos ir ver alguma coisa mas não tínhamos ideia do quê e também não nos demos ao trabalho (foi mais não ter tempo) de ver antes o que havia em exibição, analisar e decidir.

Quando lá chegámos queríamos ver "Impossível" mas percebemos que não estava ainda em exibição. Depois ficámos algum tempo a tentar perceber sobre que era cada um dos outros, uma vez que não havia informação sobre tal.


Lá nos decidimos pelos "Miseráveis" e comprámos os bilhetes.
A medo, porque não somos os maiores fãs de musicais e achamos ambos que a certo ponto se podem tornar muito pesados e cansativos. E, vergonha a nossa, também não conhecíamos a história. Mas como é um clássico decidimos arriscar pois tínhamos curiosidade. Mal informados que nós somos, eu sei.

Conclusão: o filme é bom, a história e mensagem são fortes, está muito bem conseguido, as músicas ficam no ouvido, é emocionante e uma verdadeira lição de vida. Lá para o final achámos um bocado a tender para o lamechas mas perdoa-se depois de tanta coisa que se passa ao longo do filme. Também fiquei com a sensação que é grande, entrámos antes das 21h e só saímos à meia noite, mas nada que não se aguente. É uma história cativante e vale mesmo a pena ir ver.

Tem tudo: há uma história trágica, retrata a miséria, mostra o que era a escravidão e a lei daquele tempo, mostra que por ideais se dá a vida, tem história de amor, de perdão, de força e esperança, de não baixar os braços e continuar a lutar. Eu adorei!

1 comentário:

  1. Já vi opiniões contraditórias, mas gostei de ver a tua, porque apoia a vontade que tenho de o ir ver:)
    Thanks

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!