Pesquisar neste blogue

terça-feira, 2 de abril de 2013

Ora bolas!








Como eu te amo.
E como me fazes falta!
E como não vejo a hora de voltar para os teus braços.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!