Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Experiências culinárias de Domingo

Tinha uma massa fresca há imenso tempo no frigorífico. Era para fazer a tarte de espinafres e requeijão mas esqueci-me que eram precisas duas e não tinha os ingredientes todos nunca. Hoje, quando me levantei fui direita à cozinha e liguei o forno. Comecei por croissant's com salsicha e depois saiu uma quiche meio improvisada (como tudo comigo na cozinha). 



Folhados de Salsicha:
1massa para croissant's
6 salsichas

No dia anterior tinha trazido uma massa para croissant's sem me dar conta, julgava que era "massa para cachorros" que costuma haver no CONTINENTE. Como aquela estava a um preço mais baixo por se aproximar o fim da validade (nem imaginam a quantidade de coisas que compro assim, às vezes a metade do preço) trouxe-a sem prestar muita atenção. 
Como julgava que era massa para cachorros tirei uma lata de salsichas e lavei-as. A massa já vem partida em triângulos e só temos de enrolar as salsichas com a massa. Só depois de estarem no forno é que dei conta, ao ir espreitar, que era massa folhada (tipo croissant) e fui ver à embalagem (já na reciclagem) e realmente dizia "massa para croissant" e não "massa para cachorro". O que interessa é que, passado pouco tempo, não sei muito bem quanto (comigo também é sempre a olhómetro), tínhamos "folhados de salsicha" bem bons, quentinhos e frescos!



Quiche mista:
1 massa quebrada fresca
1 lata de cogumelos
2 pacotes de natas
3/4 ovos
2/3 cenouras
Queijo, fiambre, salsichas, chourição a gosto

Entretanto raspei duas ou três cenouras, bati dois ovos, juntei uma lata de cogumelos, queijo, fiambre e chourição a gosto e dois pacotes de natas. Misturei tudo muito bem e reguei com leite. Numa forma já tinha a massa quebrada (aquelas que compramos para a base das tartes). Pus primeiro o conteúdo, com a menor quantidade de líquido possível em cima da base de massa e, no fim, juntei o líquido. Foi ao forno uma hora, talvez, não sei bem.
Devia ter posto alho francês às rodelas e courgete  raspada mas não tinha por isso pus outros ingredientes (chourição, salsicha, cogumelos) para compensar.
E saiu uma quiche bem boa, consistente, fácil e rápida.


Não tínhamos muito tempo e era ambicioso fazer logo duas coisas que nunca tinha feito mas tive a ajuda dele e felizmente saiu tudo bem. Quando é assim, só me dá vontade de fazer mais e mais!

2 comentários:

  1. ;) Não tarda estás uma fadinha do lar:)

    jinhossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como gosto imenso de comer (e ele também), gosto mesmo muito de me "aventurar" na cozinha e atrever-me a "inventar" um bocadinho, sabes? Ir além da zona de conforto de qualquer mera/simples cozinheira do dia-a-dia (que é o que me considero uma vez que só cozinho almoço, jantar e tal...) hehehe
      Beijinhos

      Eliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!