Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Um ano e quatro meses

A sério? Só isso? O tempo é só um número para nós. A verdade é que tudo o que já vivemos não é convertível, nem em números, nem em palavras. Aliás, é das coisas que se sente. Sinto-me verdadeiramente abençoada por ter completado mais um mês a teu lado que, no fundo, não é "um mês" é mais uma etapa ou ciclo juntos, lado a lado, passo a passo. O que nos une vai muito além do que alguma vez serei capaz de expressar. És tudo o que mais quero para mim, quem me faz feliz, me ampara e ajuda. O meu confidente, o meu ombro amigo, o meu amante e apaixonado, o meu irmão. Fazes já parte de mim e não imagino um "eu" sem ti. Obrigada meu amor, por tudo o que me dás a cada dia, a cada gesto, cada segundo. Amo-te hoje ainda um pouco mais que ontem, sempre menos do que amanhã.

Hoje é um dia duplamente especial porque é o teu primeiro dia no novo trabalho. Tenho muito orgulho em ti e admiro-te muito mais do que possas imaginar (e muito mais do que por vezes transmito). Sei que vai correr tudo bem e ficarão encantados contigo. E eu estou a torcer por ti. Bom trabalho!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!