Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Ninguém pode dizer que não é Inverno

Este Inverno está a ser especialmente rigoroso. Pelo menos eu, não me lembro de nenhum outro assim. 
Esta manhã fui deixá-lo ao metro para ele ir trabalhar. Pouco depois das 7h arrastei-me para fora da cama, com um casaco por cima do pijama mais quente, estreado ontem, depois de enfiar as botinhas de pêlo.
Em menos de 5min já me tinha despedido dele e estava de volta a cama quentinha. Já chovia mas nada de especial. Estacionei, entrei em casa, rodei a chave e voltei para debaixo dos lençóis, ainda aquecidos.


Pouco depois começou a trovoada, uma verdadeira orquestra, digna de um filme de terror, julguei-a capaz de mandar o prédio abaixo e temi pelos estragos que podia causar. Depois veio a chuva, grandes trombas de água com uma força anormal, que se fazia ouvir. Não sai da cama na esperança de que aquilo passasse depressa, acabando por adormecer.

Parece que até houve direito a granizo - em plena grande Lisboa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!