Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Os mistérios do ser humano

Tenho dado comigo desanimada, sem força para o que preciso, tristinha. Não há razão à vista (pelo menos não à minha). Pode ser porque tenho muito, muito para estudar e tanto trabalho em mãos que nem sei para que lado me viro e acabo por não me virar para lado nenhum, ou seja, não há motivação para estudar como e o quanto devia. Pode ser porque, por isso, tenho estado em casa, não há aulas e tenho passado os dias sozinha porque ele vai trabalhar. Mas ao mesmo tempo e por outro lado, não me apetece estar com ninguém. Pode ser porque ele quando chega depois de um dia inteiro de trabalho, tem de estudar e acaba por, pouco tempo depois, estar a adormecer em frente aos apontamentos. Pode ser porque o ano começou com uma dívida na SS, descoberta por acaso e sorte, de há mais de um ano, estúpida, para juntar à propina e às multas (carro) que chegaram no último mês do ano, de há tanto tempo, sem percebermos de onde saíram e já nada podendo fazer senão pagá-las. Pode ser porque o fim de semana se resumiu a andarmos à procura de coisas para o trabalho dele, tentarmos estudar e, depois, em 3horas, termos ido lanchar fora e passado no centro comercial para trocar prendas. Pode ser porque andamos meios debilitados ao nível da saúde por problemas digestivos. Pode ser porque o carro chumbou na inspecção, é necessário mudar uma série de coisas e gastar ainda mais dinheiro com ele (que só nos obriga a gastar ainda mais dinheiro com ele, mesmo depois de todas as mudanças que já sofreu).


Não consigo identificar o que é mas tem-me impedido de estar feliz como devia porque, afinal, há muitos motivos para isso. Por aqui precisa-se de acreditar nas coisas boas e olhar para o lado bom do que me rodeia. Mas não está fácil. Alguma dica?


2 comentários:

  1. Antes de dormir, toma um bom banho quente, fecha os olhos e deixa-te pensar no que precisam fazer para dar uma lufada de ar fresco na vossa vida. Ás vezes basta o estímulo. Boa sorte.
    Ah e, não estás sozinha:)

    ResponderEliminar
  2. Dias cinzentos que logo vão passar. Menospreza o que é mau e valoriza o que é bom, é sempre um bom exercício para a tristeza. Isso e ir para a rua quanto mais não seja para respirar ar fresco. Beijinho :D

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!