Pesquisar neste blogue

domingo, 17 de agosto de 2014

Ilha Dourada

Este ano, finalmente, tivemos oportunidade de visitar a outra ilha juntos. Um amigo ofereceu-nos estadia em casa dele (da família dele) e nós aproveitámos para lá ir uns dias. O G. ainda não conhecia e eu só lá tinha ido uma vez, ida e volta no mesmo dia. Já antes tínhamos pensado em lá ir mas feitas as contas às despesas com viagem, alojamento e alimentação, os valores eram proibitivos e foi sempre sendo adiado. Desta feita, pagámos a viagem e pouco mais (e, mesmo assim, foi à rasca termos conseguido).























Fomos no primeiro barco de terça e regressámos no da manhã de sexta. Conhecemos pessoas fantásticas e fomos muito bem recebidos, tratados da melhor forma e pudemos conhecer e aproveitar uns dias diferentes. Fizemos praia e passeámos, descansámos e saímos à noite sempre bem acompanhados. Fizemos novos amigos e estivemos longe de casa.

Apesar de termos gostado e termos deixado o regresso em aberto (podendo vir quando quiséssemos) decidimos voltar na sexta de manhã porque a verdade é que já tinha saudades de estar em casa e lá não havia muito mais para fazer. O tempo, a partir de certa altura, também não estava grande coisa para a praia, lá não havia nada de muito diferente para fazer, além do que já tínhamos feito e, apesar de se aproximarem as festas lá, também haviam cá muitas e lá nem sempre podíamos sair uma vez que não estávamos só por nossa conta (havia uma família e um bebé, então as coisas não eram só feitas em função dos adultos), estávamos dependentes. Achámos que foi o período ideal para lá estarmos: três dias, três noites. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!