Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

"Se um dia eu morrer...

...quero que saibam que amei cada um de vós. Que vos senti e fizeram a diferença na minha vida, que conseguiram tocar o meu coração. Quero que não se esqueçam que eram muito importantes para mim, cada um à sua maneira, com as suas razoes e especificidades. Quero que se lembrem por favor das coisas boas ou felizes que possamos ter vivido e que me tentem perdoar alguma dor ou magoa que eu tenha causado. Eu não quis fazer mal e lamento se o fiz. Tentei sempre fazer o meu melhor, o que julgava certo, mesmo que fosse o mais errado, a minha vontade era a melhor, eu juro. Eu amei-vos com tudo o que tinha em mim, mesmo quando não o demonstrava, mesmo quando fosse difícil acreditar. Eu amei-vos, porque vivi e senti-vos, não duvidem. Obrigada!



Peço que se livrem e libertem do meu corpo, que se esqueçam da imagem que me carregou a vida. Lembrem somente o que partilhámos, as boas recordações que de mim tenham. E por favor, sejam felizes!"

2 comentários:

  1. Podes ter a certeza que um dia todos morremos. Por isso é que acho estúpido antecipar a morte. A vida, por muito má que seja, é sempre melhor do que a morte e tem a particularidade de ser a única que temos.
    Devemos aproveitá-la o melhor que pudermos enquanto cá estamos, porque depois da vida, vamos estar imenso tempo mortos.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!