Pesquisar neste blogue

terça-feira, 15 de março de 2016

Fazer ou não fazer? Eis a questão!

Curso de formação para formadores - antigo CAP, agora CCP.


Estou indecisa. Se há uns meses atrás tinha muito interesse e pretendia fazer, neste momento que estão para iniciar um novo curso, a minha disponibilidade não é a mesma, nem o interesse, nem a oportunidade. A verdade é a ideia surgiu enquadrada numa proposta que me fizeram no ano passado mas que entretanto nem avançou. Pensámos, eu e o homem, fazê-lo juntos por ser algo que enriquece o currículo e poderá abrir novas portas, dar-nos acesso a um maior leque de oportunidades. 
Na realidade eu não posso dizer que esteja demasiado ocupada para o fazer mas também não posso dizer que tenha todo o tempo do mundo. Pensámos fazê-lo somente ao sábado, mas são os sábados inteiros, durante três meses, que nos serão arrancados com muita tristeza nossa. Ao ritmo a que o homem trabalha actualmente, sem qualquer folga, tempo disponível ou descanso a não ser sábado e domingo, não sei se será boa ideia fazer agora o curso.
Além de tudo, com a organização do casamento, esta não é a altura mais confortável para gastarmos dinheiro naquela formação, ainda que "formação" seja sempre uma boa aposta, porque apostamos em nós. Agora estou dividida... Por um lado acho que não é nada boa ideia, tendo em conta todas as circunstâncias, por outro tenho alguma vontade de fazer, afinal seria um desafio, uma ocupação, algo novo e de valor acrescentado.
Já estávamos à espera que este curso abrisse para aí há quase um ano, seguramente há meses...
Alguém já fez? Será que vale a pena ou será um investimento mal parado?

6 comentários:

  1. Eu já fiz e foi o dinheiro mais mal gasto!
    Nunca fiz uso dele, até porque os centros de formação já tem a bolsa de formadores feita por isso são raros os que admitem novos formadores.

    ResponderEliminar
  2. Eu fiz porque a minha área praticamente "obriga" a ter qualificações para poder dar formação. Se aprendi algo completamente novo para mim? Não. Mas a verdade é que, cada vez mais, as empresas dão prioridade a quem tenha todas e mais algumas qualificações. Assim, em vez de contratarem alguém específico para isso, recorrem a alguém que "dá uma perninha" em várias coisas. Hoje em dia a formação já não é tão rentável como foi, em tempos, mas é sempre bom termos essa qualificação. Num contexto de selecção, pode até nem ser um factor indispensável, mas algo que nos diferencia de outros candidatos. Por isso, se puderes, é sempre uma mais valia teres o CCP ;)

    ResponderEliminar
  3. Boa questão. Também ando há imenso tempo a pensar fazer.

    ResponderEliminar
  4. Antes de pensarem nisso informem-me se os Vossos cursos não dão acesso directo ao CCP. Digo isto porque eu tirei (na altura ainda CAP), e pouco tempo depois vim a saber que me bastava ter ido ao IEFP com alguns documentos relativos à minha licenciatura e tinha acesso directo ao mesmo (e sei que isso acontece com várias licenciaturas da área das Ciências Sociais).
    Se durante o curso aprendi alguma coisa? Não, mas eu sou da área dos Recursos Humanos, pelo que a minha Licencitura tem uma grande componente na parte da Formação portanto o que ouvi lá já tinha ouvido durante o curso, mas confesso que, não tendo sido fundamental ou decisivo, ter o CCP acabou por se revelar importante ao longo da minha carreira profissional, mas claro que isso aconteceu apenas porque já o tinha...

    ResponderEliminar
  5. Estou para acabar o meu, este sábado tenho a última sessão. Fiz no regime b-learning (só tive 4 sessões presenciais, duas em dois meses espaçados, o resto é feito em casa). Custou-me dar o dinheiro da inscrição e ainda ter que pagar o certificado por fora (fuck), mas estou a gostar muito. Era algo que eu já queria ter feito há muito tempo mas com o mestrado e a tese não dava. Assim que acabei o curso surgiu a oportunidade e nem hesitei. É algo que, não sendo espetacular, nos dá mais qualificações e pode ser uma mais valia para o nosso futuro profissional. Não aprendi nada de novo, na verdade: o meu curso está também muito voltado para o ensino, métodos de aprendizagem e montes de coisas que aprendemos ao tirar o CCP e que eu já tinha ouvido falar ou até mesmo aprofundado durante o curso. Mas os trabalhos fazem-se muito bem e, pelo menos, conta sempre como enriquecimento pessoal. Ainda não acabei, por isso não posso confirmar que depois há um retorno em tirar a formação, mas penso que vale sempre a pena investir em nós, na nossa formação. Mais que não seja para termos objetivos, para nos sentirmos úteis e realizados. Aconselho-te a tirares, mas talvez possas encontrar um local onde possas fazer sem ser completamente presencial ou ao sábado.

    ResponderEliminar
  6. Ao longo de todo o texto tu própria dás a resposta.
    Repara bem.

    E concordo contigo.

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!