Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Consumismo de Natal

Este Natal não houve prendas para nós(não consigo assegurar mas no ano passado acho que já tinha acontecido o mesmo). Não comprámos senão três presentes - um para os sogros, outro para a minha mãe e outro para a cunhada. Eventualmente compraremos um para a minha irmã... Não trocámos prendas. Já não nos faz sentido comprar só por comprar, só porque a época assim o dita, e estando eu sem rendimento, mais ajuda. Nós não trocámos prendas, a melhor prenda de Natal que podia alguma vez receber é aquela pessoa tão especial e única que ele é para mim, a sua presença e principalmente tudo o que representa para mim. Nada pode superar isso e neste momento chega-me bem, deixa-me mais do que satisfeita e muito contente, esta nossa decisão.


Este ano, no que fomos mais consumistas foi nas compras de supermercado, porque felizmente pudemos ter a mesa e a casa cheia de comida boa, que é afinal o que mais importa nesta altura em que recebemos pessoas em casa. Afinal, o nosso casamento já muito contribuiu para a economia nacional no final deste 2016, pelo que nos sentimos na obrigação de reforçarmos a nossa disciplina de poupança e contenção (afinal os saldos estão próximos, ahahaha).

5 comentários:

  1. Confesso que facilmente adotaria o "no presents" para qualquer pessoa, menos para o meu namorado. Já por diversas vezes decidimos não trocar prendas em dias como dia dos namorados ou aniversários de namoro e, em vez disso, irmos sair ou jantar a algum sítio. Agora no aniversário e no Natal não consigo não dar uma prenda ao meu namorado e, sinceramente, quero que ele me ofereça também. Não que viesse mal ao mundo se não houvesse troca de prenda porque, como dizes, o mais importante é a presença, o facto de termos aquela pessoa. Mas mimar alguém que amamos tanto faz parte. E mimar não é só prendas, claro. Durante o ano já lhe compro coisas só porque sim, faço-lhe muitas vezes as comidas que ele gosta, trato de o fazer sentir-se especial, etc, por isso custa-me não o fazer nos dias em que é ainda mais suposto fazê-lo.

    Mas entendo a vossa decisão, ainda para mais tendo vocês acabado de gastar imenso dinheiro no casamento. Mas a questão é que não é preciso gastar balúrdios numa prenda para ela ser especial. Poderia não dar uma prenda propriamente dita, mas acabaria por fazer na mesma alguma coisa especial, de certeza :)

    ResponderEliminar
  2. E acabar por ser o mais importante: uma mesa farta para receber bem a família! =)

    Um beijinho dourado,
    O Biquíni Dourado
    Facebook
    Instagram

    ResponderEliminar
  3. O importante no Natal é mesmo a união e o amor. O resto é secundário :)

    ResponderEliminar
  4. Não há melhor que uma mesa cheia de pessoas queridas. Isso é mesmo o mais importante!
    Bom ano!

    ResponderEliminar
  5. Acho que cada um tem que fazer o que faz sentido para si e não embarcar naquilo que todos fazem só porque todos fazem. :)

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!