quarta-feira, 26 de abril de 2017

Aperto no peito

 

Um nó na garganta tem feito parte de todos os meus dias ultimamente. Há alturas em que quase me esqueço dele e há outras em que me aperta tanto que não consigo suportar a dor e se me inundam os olhos sem que eu o consiga controlar. Mas está lá sempre, por mais que eu tente esquecer-me dele, ver mais além, não tenho sido capaz. E isto é tão cansativo, tem sido tão permanente que me esgota as forças. É extenuante. Estou cansada. Tão cansada que quase parece ser o meu estado, além de físico mental.

2 comentários:

  1. Por favor! Já te disse. Estou aqui! Já passei por isso!

    ResponderEliminar
  2. Oh querida... espero que isso passe.
    Bem sei o que é não conseguir controlar a angústia e ultimamente também tenho passado por uma fase semelhante mas espero do fundo do coração que consigas voltar à serenidade que precisas.

    ResponderEliminar

Obrigada pelas tuas palavras!

Mais um regresso e o Verão a chegar

Cá estou eu de volta passado quase um mês desde a última publicação. É o reflexo do que têm sido as minhas últimas semanas! Tive das semana...