Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Arrendar casa #1

O nosso senhorio notificou-nos de que temos de deixar a casa no final do nosso contrato.


Alugámos casa com contrato de um ano, renovável por igual período automaticamente. No Verão faríamos três anos nesta casa e a nossa intenção era que daqui pudéssemos sair para uma casa comprada. Infelizmente, as coisas nem sempre são como nós queremos, e neste momento não temos possibilidade de dar o passo com que tanto sonhamos. Não sabemos bem como fazer porque a renda que pagamos, apesar de baixa, para nós já custa custear mensalmente (tendo em conta o nosso objectivo principal de poupança) e, para piorar, praticamente não existem casas pelo preço que estamos a pagar. Na realidade, o nosso senhorio deve pretender, com a revogação do nosso contrato, aumentar consideravelmente a renda da casa onde estamos a morar. Começámos logo a ver as opções que tínhamos (na verdade, até antes de sabermos que tínhamos de sair daqui, já tinha procurado casas, na esperança de encontrar algo mais barato, que nos permitisse diminuir o gasto com o arrendamento) mas não há mercado de arrendamento e os preços nos arredores (nem considerando zonas mais centrais) estão absurdos. Além disso, o homem depende dos transportes para ir trabalhar e, por isso, precisamos de ter bons acessos. Temos uma nova empreitada pela frente e apesar de custar, não há outra solução senão enfrentar a situação.

4 comentários:

  1. Ao que parece arrendar casa em Lisboa fica caro. Já tentaram falar com o senhorio? Ele apresentou algum motivo?

    ResponderEliminar
  2. É isso, querida! Força!! Para a frente é o caminho! Também já estive numa situação semelhante e é uma porcaria, que é, mas assim até parece que a pessoa procura com mais afinco, eu sei lá!

    Um beijinho dourado

    ResponderEliminar
  3. Boa sorte! Procurar casa não é nada fácil

    ResponderEliminar
  4. Não invejo nada a tua situação. Boa sorte!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!