Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Perguntas sem resposta

E se eu estiver a confundir tudo e apenas gostar dele como amigo?
E se ao afastá-lo estou a afastar de mim um grande amor?
E se eu só me sentir bem com ele por ele ser muito especial e termos uma óptima relação ou porque eu sinto falta de companhia ou gosto do que fazemos juntos? 
Mas se eu não gostasse da companhia ou me sentisse bem com ele será que ia gostar de fazer coisas com ele mesmo sendo as melhores coisas do mundo?
E se eu estiver a fazer uma tempestade num copo de água?
E se eu estiver mesmo apaixonada, afinal e não conseguir ver isso já? Ou estar a recusar-me a ver, não quiser ver por medo?


E se eu, apenas, me tiver habituado a tê-lo como companhia? Mas nós já passámos tanto tempo longe durante o pouco tempo que nos conhecemos que, fazendo as contas, deve ser menos do que aquele que estivemos juntos...
E se ele me fascina e eu o admiro mas não gosto dele?
Eu não o vejo como um mero amigo, ele é alguém mesmo muito especial.
Só com ele consigo falar sobre estas dúvidas, o que sinto de verdade e o que me preocupa/atormenta (além de vocês que me lêem, não tenho de falar)...
Não sou capaz de namorar com ele.
Não quero que ele se vá embora, tenho medo de o perder...
Mas também não é justo que ele passe por isto porque eu não sei o que quero, o que sinto de verdade (não consigo catalogar/rotular), tenho medo e estou confusa. Ele não merece isto de mim. Ter de passar isto mas diz-me que o que importa é eu ficar bem e que me apoiará e estará presente, se eu precisar, para que eu me "cure"...
Estou lavada em lágrimas e sem saber o que fazer!
E só queria poder refugiar-me no seu abraço agora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!