Pesquisar neste blogue

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Resumo geral dos últimos dias...

Já estou em casa.
Cheguei ontem !


Será uma maratona de estudo intensivo estes dias que cá ficarei.
As últimas semanas foram de loucos. Mal tive tempo para me coçar!
Não consegui fazer tudo o que queria mas, felizmente e mesmo a um ritmo alucinante, fiz tudo o que precisava mesmo de fazer antes de viajar.
Na noite de quinta, pelas 21h comecei um trabalho que era para entregar na sexta. 
Quase não dormi mas às 11h de sexta estava a enviá-lo aos professores, apenas com 4h de sono.
Logo a seguir corri para um trabalho onde deveria estar desde as 10.30h. Fiquei lá até às 16h e só depois é que pude ir tratar do que tinha a fazer. Só perto da meia noite fomos para casa (o G. esteve a fazer tudo comigo). 


Foi uma noite horrível porque o gatito não parou e não conseguimos dormir quase nada... No sábado de manhã tive ensaio e às 16h concerto. Depois disso fomos fazer mil e uma coisas e voltámos para casa, era o G. a ter trabalho para entregar no Domingo. O Domingo foi a correr. Não acordámos com o despertador, portanto, levantá-mo-nos depois da hora. Fui para casa tentar fazer a mala e arrumar a confusão que estava o meu quarto. Tive concerto novamente e depois do concerto fomos buscar o miau a casa para não estar sempre sozinho e fomos para minha casa tentar fazer algo (terminar a arrumação, mala...).


Às 20h tínhamos ambos jantares de Natal mas já passava das 20.30h quando lá chegámos (cada um ao seu). Gostei do jantar mas quando fomos pagar a conta dividiu-se TUDO por todos de igual forma quando uns tinham bebido vinho e comido bacalhau e outros hambúrguer e um só sumo...fiquei mesmo chateada com aquela forma de resolver as coisas. Não era nada justo e o que tinha ficado combinado era que cada um pagava o que consumia... Estragou-me a noite. Devia era ter ido ao jantar do G. para o qual me convidara, fiquei mesmo chateada. Não fez sentido nenhum aquela forma de dividir, mais injusto não poderia ser. O G. tinha ainda o trabalho para entregar e não estava pronto. Apanhou-me só às 22.30h, eu tinha saído às 22h do restaurante e fiquei à espera dele... Ainda não tinha comprado uma das suas prendas (e não consegui comprar todas as que queria). Fomos a um centro comercial já passava das 23h, ele ficou a terminar o trabalho e eu fui tentar desencantar o que queria, sem muito sucesso infelizmente.


Seguimos para casa dele e ele terminou o trabalho, tentei ajudá-lo mas estava difícil, tinha tanto sono e estava mesmo cansada. Eram 2/3h quando ele me foi por a casa. Tive ainda a embrulhar as prendas dele e a fazer a mala, últimos preparativos e fui deitar-me só às 5.45h. Dormi 2h e eram 8h já estava de pé. O G. foi ter comigo para tomarmos pequeno almoço juntos e levar-me ao aeroporto. Só que ele atrasou-se pois não pôs despertador e só acordou quando eu lhe liguei. 


Comemos e seguimos para o aeroporto. Quase ia tendo um ataque de coração porque estive prestes a perder o voo por terem demorado a atender-me no Check-in. Enfim! Foi cá uns nervos...! Acabámos por mal nos despedirmos porque tive de correr para o controlo e tentar não ficar em terra... Ele passou-me para as mãos um pequeno embrulho que só depois de ter passado pude abrir. Era um fio de prata com um coração pequeno como medalha que, ao abrir, desvendou duas mini-mini fotos nossas. Gostei, há-de ser algo que ficará sempre comigo. Não é algo que se gaste e eu adoro essa ideia de "recordação". Ele também ficou com as minhas prendas para abri-las no Natal. Abriu só uma quando eu abri a sua, um livro e, felizmente, gostou bastante! Fiquei mesmo feliz e só espero que ele goste de todas. O gatinho também tem uma!


A viagem demorou bem mais do que o normal mas o que importa é que já cheguei a casa.

4 comentários:

  1. Bem ganda lufa lufa estes ultimos dias!!
    Agora, descansa bem antes de começares a maratona de estudo, porque senão não corre tão bem como poderia correr!

    by the way, não querendo ser "má" mas quandos e vai para jantares com mais pessoas, o normal (e tenho a dizer que o que "é suposto") é ser dividido por todos irmamente ... podes não gostar, podes não ter dinheiro para tal (mas isso avisa-se logo de entrada que é para não se contar contigo), mas é o que se faz ... não é não ser justo, pois quando uma pessoa por alguma razão não pode pagar, avisa no inicio e tudo corre bem! ;)

    Beijinhos querida =)) **

    ResponderEliminar
  2. Compreendo isso perfeitamente Sintonia mas o combinado era que cada um pagava o que consumia. Se eu soubesse que era para dividir por todos não tinha comido APENAS um hamburguer (o mais barato dos pratos, talvez) e um sumo quando muita gente comeu entradas, prato de peixe (bacalhau), bebeu vinho e comeu sobremesa e café!!! Assim, é obvio, na minha opinião, que não é justo dividir igualmente por todos, porque nem todos sabiam pelos vistos que era assim que ia ser. A mim tinham-me dito que não era... :s por isso não estava à espera daquilo e não achei certo, só por isso. Se soubesse que era assim tinha dito logo que não podia ir :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. revejo-me nos teus post's porque estou na mesma situação, voltar a casa dos pais nas férias, deixar tudo...

    ResponderEliminar
  4. Quando já estava combinado de antecedência que cada um pagava o seu, então compreendo a tua posição! =))

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!