Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Ele está meio doente

Depois de um dia de trabalho ele liga-me doente: nariz a pingar, cabeça a doer, a sentir-se quente e mole. "Não tens mais aulas? Vem já ter comigo, de que é que 'tás à espera!?!". Quando chegou, o chá estava quase pronto, os comprimidos em cima da mesa e jantou cá, fiquei a ver, tinha um jantar de aniversário para ir. Em menos de nada estávamos já de saída novamente. Ele com melhor ar e mais animado e pronto para o ensaio. Ontem não fomos ao coro. Ele foi ao ensaio do grupo e eu ao jantar do JP em casa dele. Depois dele terminar, passou a apanhar-me e fiquei lá em casa com ele. Esta manhã não entrávamos cedo e então aproveitámos para namorar já que quase não temos tempo para estar juntos. Os pais dele foram lá a casa e, depois de saírem, almoçámos e ele veio deixar-me para seguir para o trabalho.


Este fim de semana ele tem uma actuação fora de Lisboa e terá de ir no sábado, depois do trabalho na loja, para voltar à noite no mesmo dia porque Domingo volta a trabalhar, nem passa lá a noite como é costume nestes eventos. Eu terei uma actividade do coro que me ocupará, ensaio incluído, o dia inteiro. Só à noite estaremos juntos, aposto que estará estafado e chegará tarde. Mas Domingo já deve dar para recuperar. Esta semana é mais complicada à conta deste fim de semana preenchido mas a próxima será melhor. Agora tem de ser assim: com tanta coisa para fazer e a ocupar-nos só podemos pensar num dia de cada vez, cada coisa a seu tempo.

1 comentário:

  1. E é assim mesmo que tem de ser, um dia de cada vez! O bom é que, no meio da ocupação, há espaço e tempo um para o outro que, por ser pouco, é ainda melhor aproveitado!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!