Pesquisar neste blogue

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Um Natal diferente


Anteontem tivemos a confirmação: a minha mãe decidiu vir passar o Natal à terrinha também. Apesar de ficar feliz e muito contente por saber o quão importante é para a minha avó tê-la neste que é o primeiro Natal sem o meu tio, nada me tira a preocupação e o peso da decisão de passar o Natal com ela ou com o meu pai. Na minha opinião, dadas as circunstâncias, não podia escolher doutra forma: dia 25 estarei (eu e a minha irmã) com a minha mãe, avó, tia e primas. Estarei hoje com o meu pai e, talvez, na noite de 25. E ontem tive de dizer isto ao meu pai, de véspera. Não gosto e não queria ter de fazer escolhas destas, em alturas sempre importantes. Não gosto do sentimento de culpa por ter de escolher um em detrimento de outro. Odeio estar nesta posição. Porque fica sempre uma sensação estranha, um ligeiro incómodo, uma estranheza. Mas é ao que os meus pais nos obrigam. E, assim, este será um Natal diferente.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Muito obrigada pelas tuas palavras!