Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Ainda o Natal



Depois do dilema e tomada que está a decisão, mais uma onda alta se levantou. 
Eu tenho cá a minha mãe e pensámos que poderíamos passar o Natal com os pais dele e com a minha mãe também, todos juntos, porque assim é que faz sentido e isso é que é o Natal. 
Mas ele falou com os pais e eles não acham nada disto. Ao que consta, contavam comigo para passar lá o Natal com eles mas nunca com a minha mãe - porque "não se sentem confortáveis".

Isto só faz com que passemos parte do Natal separados mesmo eu tendo ficado cá para estarmos juntos (ironia das ironias!) porque a minha mãe não tem mais ninguém aqui e eu recuso-me a estar com os pais dele sabendo que, por isso, a minha mãe estará só. Não faz sentido absolutamente nenhum. 
Dói muito aperceber-me do que vem daquela família. É assim tão complicado compreender a situação que está aqui em causa? Não se trata de ter grande intimidade ou relação com eles (que a minha mãe não tem, nem ninguém terá/teria porque eles, pura e simplesmente, são uns anti-sociais), não se trata de algo definitivo, nem sequer de muito tempo mas a convicção deles é aquela e não muda, nem querem saber. 
É ridículo e entristece-me - porque sou eu que estou em causa aqui, no fundo, porque para eles conta estarem juntos mas para nós eu bem podia lá estar com eles e deixar só a minha mãe porque eles não a querem lá. E só demonstraram o quão pouco a sério nos levam (a mim e ao G. enquanto casal e família).
Enfim, mais uma razão para estar feliz com a chegada do Natal!

6 comentários:

  1. É triste quando assim é. Eu passo o Natal na minha avó com a familia toda e quando aconteceu de a irmã da minha cunhada não ter com quem passar o Natal as portas de casa da minha avó foram-lhe abertas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em minha casa seria o mesmo. Nunca recusaríamos alguém para passar o Natal se não tivesse outra pessoa ou casa onde passar!!! É ridículo e não faz sentido, se fosse um cão à porta de casa, com certeza não o deixariam na rua, mas sendo pessoas já podem fazê-lo -.-

      Eliminar
    2. Estarás com a tua mãe! Isso sim é importante.

      Eliminar
  2. Ai há realmente pessoas que não conseguem mudar nada.
    Enfim.
    Eu também acho bem que fiques com a tua mãe. Eles acabam por não merecer um bocadinho teu.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, a minha vontade para estar com eles é NULA neste momento e pelos próximos tempos. Nem me apetece olhar para a cara deles, Deus me perdoe!

      Eliminar
    2. Além de que a atitude que tiveram só demonstra como não lhes faz diferença eu lá estar seja num dia especial como o Natal, seja noutro qualquer. A verdade é que acabou por ficar tudo como eles sempre fizeram e quiseram. O G. vai passar o dia de Natal com eles, na casa deles, só com eles. E nada mudou porque eles assim não o querem ou permitem...

      Eliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!