Pesquisar neste blogue

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

De volta à normalidade

Já estamos de regresso à normalidade. As férias foram boas, muito boas mas terminaram. Apesar de me ter custado vir embora (não me lembro nunca de me ter custado tanto como desta vez) sabe bem voltar a um ritmo mais calmo e tentar encarrilhar tudo o que temos pela frente.
Acho que me custou vir embora por terem sido uns dias tão felizes, tão sossegados de alma, sempre com ele ao meu lado, em que não tínhamos de nos separar, e ainda para mais numa época tão especial como o Natal e Fim de ano. Além disso tudo pude mostrar-lhe como são diferentes estas festas na minha terra, fartámo-nos de comer (muito) bem e de estar com pessoas de quem gostamos muito e nos fazem felizes. 
Foram dias muito emotivos para mim e plenos de felicidades, apesar de todas as ginásticas que temos de fazer para conseguir, em tão pouco tempo e sendo só dois estar com todos e fazer tudo o que precisávamos e queríamos. Vir embora significa voltar a estar só, sem saber muito bem o que me reserva o futuro e sem poder estar perto daqueles que mais amo e estão longe de mim, sem poder fazer nada para os ajudar quando precisam, sem poder dar-lhes um abraço apertado ou um ralhete quando é preciso.



Hoje o dia será dedicado a desfazer as malas, dar um jeito à casa, organizar algumas coisas que isto de termos estado longe das nossas coisas durante duas semanas faz com que esteja tudo virado do avesso, fora do sítio e por limpar. Vamos lá!

1 comentário:

  1. O regresso à vida de todos os dias pode ser um bocadinho dificil, mas tem que ser!

    ResponderEliminar

Muito obrigada pelas tuas palavras!